Rituais para a Vida - Dia das Mães - Blog da Catequese

Rituais para a Vida – Dia das Mães

Posted by: | Posted on: maio 10, 2018

Como estamos às vésperas de celebrarmos o Dia das Mães, vamos compartilhar com vocês um texto retirado do livro intitulado “50 Rituais para a Vida”, do Monge Beneditino Anselm Grün, editado no Brasil pela Editora Vozes. Nesse artigo, o Monge nos propõe um singelo ritual para homenagear as mães que morreram ou que estão distantes.

Dia das Mães

O Dia das Mães é uma das datas mais comemoradas do ano. Há, sem dúvida, todo um lado comercial envolvido na promoção da comemoração deste dia, com seus interesses e estratégias para a colocação de produtos no mercado. Mas há que se reconhecer também que toda esta força de comemoração não funcionaria se não houvesse por trás dela algo de profundo que toca a todo ser humano. No Dia das Mães se celebra o mistério do início da vida torna-se sempre de novo realidade: as mães. Cada um de nós está ligado umbilicalmente com este mistério da vida. Por isso, a Festa do Dia das Mães tem algo de encantador, pois lembra o encanto pelo qual viemos à luz.

Cada um de vocês está numa situação diferente neste dia de festa das mães: alguns vivem na casa de sua mãe, outros estarão ali neste dia para a festa, outros vivem longe de suas mães e tentam se comunicar com ela para cumprimentá-la, outros ainda lembrarão neste dia – talvez com um misto de tristeza, saudade e gratidão – a mãe que partiu. E outras têm a alegria de comemorar este dia como mães.

Rituais nos ajudam a tomarmos consciência do lugar onde estamos e a vê-lo como lugar a partir do qual podemos entrar em contato com Deus. Neste Dia das Mães, independente de onde você estiver em relação à sua mãe, poderá exprimir seus sentimentos de gratidão a ela. Por isso, o que mais marca a celebração das mães – independente do ritual que possa ser realizado – é a gratidão à mãe pela vida. A mãe é o instrumento de contato do próprio Deus, fonte perene da vida. A maternidade é uma maneira pela qual Deus mostra seu amor à criação: a maneira amorosa, a maneira cuidadosa, a maneira salutar, a maneira materna.

Há rituais simples – mas muito importantes – que são feitos nesse dia e que não podem ser esquecidos: o abraço largo e carinhoso na mãe, com um beijo de parabéns e momento em que se pode dizer em seu ouvido um “muito obrigado por tudo”. Há a possibilidade de se comprar flores e enfeitar o lugar da casa onde a mãe passa a maior parte do seu dia.

Quem vive próximo à sua mãe e a vai visitá-la neste dia, a própria visita já é um ritual e como tal pode ser vivido. Outros irão fazer esse ritual ao telefone, com outras palavras que expressem seu sentimento de gratidão.

Gostaria de sugerir um ritual para quem não vive próximo à sua mãe, seja por ela morar distante, seja por ela já ter partido:

RITUAL PARA AS MÃES

Prepare um lugar numa mesa de sua casa, colocando nele uma toalha estendida. Separe uma fotografia de sua mãe e a coloque num porta-retrato sobre essa toalha. Coloque ao lado também flores e deixe durante todo o dia este pequeno altar doméstico ali arrumado. Se você mora com seu esposo ou sua esposa, coloquem ali as fotografias das duas mães. Ao final do dia, passe alguns minutos em oração frente a este altar. Para isso, você pode acender uma vela e fazer no silêncio de seu coração uma oração de agradecimento a Deus pelo dom da vida, presenteado através de sua mãe.





Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *