REFLEXÃO SOBRE TOMAR A BÍBLIA AO PÉ DA LETRA … 

Posted by: | Posted on: novembro 3, 2017
A ÚLTIMA TROMBETA ...
 Pe Zezinho, scj

São Paulo gostava de figuras de retórica. Mas eram para ser interpretadas e não tomadas ao pé da letra.

Quando mandou os cristãos das suas comunidades “empunhar o escudo da fé” imagino que nenhum saiu pelas ruas de escudo e couraça. Eles tinham entendido.

Quando disse que Jesus viria ao soar da última trombeta não quis dizer que, só então, o último resgatado entraria no céu. E, quando os evangelhos falam da última morada , ou do último dia, não fica claro se é o último da humanidade para todos, ou último dia para cada pessoa.

São mais de 50 textos que falam do encontro com Deus e não dão a data. Quem quiser pode brincar com os textos e aplicar às suas ideias pessoais. É o que muitos pregadores fazem.

*******************************

Jesus disse ao ladrão arrependido que naquele mesmo dia ele estaria com ele no paraíso. E ouço alguns pregadores distinguindo entre ir para o céu e para o paraíso. Assim, salva-se sua catequese de que ninguém ainda foi para o céu porque não soou o último dia nem a última trombeta. E concluem que um santo, nem a mãe de Jesus, nada podem porque ainda não estão no céu .

Assim a teoria da última trombeta e do último dia lhes serve como luva. Neste caso, os únicos intercessores diante de Jesus são aqueles pregadores vivos com mais poder do que os santos católicos…

Acabo de ouvir um pregador de TV a dizer que ninguém está no céu, porque a última trombeta ainda não soou. E ele inclui até Maria, a mãe de Jesus entre os que não podem fazer nada pelos crentes…

Segundo ele, todos os que morreram dormem o sono dos justos . Segundo ele, Jesus ainda não levou ninguém para o céu, nem a própria mãe!

Este é o conceito de misericórdia que ele prega. O Salvador Jesus ainda não salvou ninguém nem levou ninguém para o céu, nem mesmo a mãe dele, nem os pastores que o introduziram à leitura da Bíblia ! … Que pregação sem esperança a deste pregador !

Aos católicos ensino que há milhões de fiéis salvos no céu, pelos méritos do Cristo que disse que nos levaria com Ele, e não disse que teríamos que esperar um milhão de anos até que soasse a última trombeta ou que o último fiel do mundo desse o último suspiro no último dia da humanidade.

Certamente não era isso que São Paulo ensinava. E Jesus também não disse que deveríamos arrancar nossa mão nem nossos olhos que pecaram.

Era linguagem simbólica, que quem estudou línguas e religião entende. Exceto os radicais que tomam a Bíblia ao pé da letra, mas só quando querem. Nunca vi um maneta ou cego que arrancou sua mão, ou os seus olhos, porque pecou.

Nesse caso doeria demais se tomasse a Bíblia ao pé da letra …

JESUS MANDAVA OS FARISEUS DO SEU TEMPO INTERPRETAR A BÍBLIA !

Mandou que fossem aprender o que significavam alguns textos que eles usavam ao pé da letra. Ou não estudavam a Torá ou eram maldosos para submeter o povo aos seus caprichos de pregadores. E Jesus os corrigiu varias vezes, porque escravizavam os mais simples a seus discursos severos demais…

Jesus libertava quem o ouvia. Corrigia e punha os pingos nos is