Riquezas da Família

Posted by: | Posted on: agosto 11, 2017

Frei Almir Guimarães

Introduzindo

  • Quem respeita sua mãe é como alguém que ajunta tesouros. Quem honra seu pai terá a alegria com seus próprios filhos e no dia em que orar, será atendido.
  • Esposas sede solícitas com vossos maridos, como convém, no Senhor. Maridos, amai vossas esposas e não sejais grosseiros com elas. Filhos, obedecei em tudo aos vossos pais, pois isso é bom e correto no Senhor. Pais não intimideis a vossos filhos para que eles não desanimem.
  • Jesus crescia em sabedoria, estatura e graça diante de Deus e dos homens.

Riquezas escondidas
1. Com todo respeito e carinho abeiramo-nos do mistério de nossas famílias. Ali borbulha a vida. Ali a criação continua. Ali se traça o futuro da humanidade. Ali, o Evangelho é anunciado em primeiríssimo lugar. Há riquezas escondidas no seio de nossas famílias. Sabemos que não poucas famílias vivem momentos de transformação para o melhor ou para o pior. Apesar de todas as turbulências, o que elas ainda podem oferecer ao mundo de hoje e à nossa sociedade?
Read More …


Vocação Matrimonial

Posted by: | Posted on: agosto 11, 2017

Toda pessoa tem uma vocação, isto é, um chamado de Deus para se realizar e ser feliz, no conjunto dos viventes. E não uma vocação qualquer, mas vocação ao amor e à santidade. Deus não chama uns para a perfeição e outros para a mediocridade. O que Deus faz é sempre perfeito. Assim é que, por diferentes caminhos, ou diferentes estados de vida (casado, solteiro, consagrado ou sacerdote), todos são chamados à santidade e à plenitude da caridade.

Para quem tem fé, o matrimônio também é vocação: um chamado de Deus ao dom de si no amor recíproco e aberto à vida. Quem não tem fé, não tem como sentir-se chamado – pois desconhece o Interlocutor divino que o chama – nem tem a quem responder. Mas, na fé, sentimo-nos chamados por Deus a um caminho e a uma plenitude que só ele pode dar. Read More …


Celebração do 19º Domingo do Tempo Comum

Posted by: | Posted on: agosto 10, 2017

A Liturgia deste 19º Domingo do Tempo Comum vai enfatizar como Deus se revela na história da salvação ora na simplicidade da brisa suave ao profeta Elias, ora no senhorio de Jesus caminhando sobre as águas, salvando Pedro de afogar-se e acalmando a tempestade.

Para quem celebra a fé em Cristo vivo e ressuscitado, Elias é a imagem dos que devem caminhar na simplicidade da fé, não em busca de sinais divinos extraordinários, mas descobrindo-os nas coisas simples da vida. Paulo, ao testemunhar Cristo, se esforça para que seu trabalho apostólico seja reconhecido entre seu povo. Mas Pedro, que parece destemido e com uma fé temporária, imagem de cada um que confia em suas próprias forças, é socorrido por Cristo. Tal socorro é uma constante em dois milênios, a barca de Pedro é sacudida por turbulências humanas, quedas e grandes testemunhos.

A Celebração foi enviada por Dom Vilson Dias de Oliveira, DC – Bispo da Diocese de Limeira. Ela ajuda a compreender o sentido da Liturgia da Palavra neste domingo.

CLIQUE AQUI para abrir a Celebração do 19º Domingo do Tempo Comum – ano A – 2017


A Vocação na visão do Papa Francisco

Posted by: | Posted on: agosto 10, 2017

Vocação é graça de Deus!

“Com a consciência de quem experimentou, pessoalmente, como a vontade salvífica de Deus é imperscrutável e como a iniciativa da graça está na origem de toda a vocação, o Apóstolo recorda aos cristãos de Corinto: «Vós sois o seu [de Deus] terreno de cultivo»” (51º Dia Mundial de Oração pelas Vocações)

Vocação é adesão livre para agir com Cristo e por Cristo.

“Por isso, do íntimo do nosso coração, brota, primeiro, a admiração por uma messe grande que só Deus pode conceder; depois, a gratidão por um amor que sempre nos precede; e, por fim, a adoração pela obra realizada por Ele, que requer a nossa livre adesão para agir com Ele e por Ele”. (51º Dia Mundial de Oração pelas Vocações)

Vocação é êxodo de si mesmo para centrar a nossa existência em Cristo e no seu Evangelho.

“Embora na pluralidade das estradas, toda a vocação exige sempre um êxodo de si mesmo para centrar a própria existência em Cristo e no seu Evangelho. Quer na vida conjugal, quer nas formas de consagração religiosa, quer ainda na vida sacerdotal, é necessário superar os modos de pensar e de agir que não estão conformes com a vontade de Deus.”  (51º Dia Mundial de Oração pelas Vocações) Read More …


Homenagem ao Dia dos Pais

Posted by: | Posted on: agosto 10, 2017

Esta é uma sugestão do Blog da Catequese para ser realizada no “Dia dos Pais”.

Preparação:

  1. Preparar os catequizandos para cantar uma música para os pais. Sugestão: “Pai” do Fábio Junior. Reproduzir tantas letras da música quantas forem necessárias para todos que irão cantar.
  2. Escolher 1 pai jovem; um pai de meia idade; um pai-avô; e um adolescente ou jovem. Os pais vão ler, cada um um trecho, o artigo que está em anexo: “Pai … uma escolha de vida!”. O jovem vai ler o poema do Pe. Fábio de Melo “Deus é Pai” (também em anexo)

Na celebração, após o momento da Comunhão Eucarística:

  1. O pai jovem lê o número 1 do artigo “Pai … uma escolha de vida”
  2. O pai de meia idade lê o número 2 do artigo “Pai … uma escolha de vida”
  3. O pai-avô lê o número 3 do artigo “Pai … uma escolha de vida”
  4. O jovem declama o poema “Deus é Pai”
  5. Crianças, adolescentes e jovens da catequese (ou toda a assembleia presente) cantam a música “Pai” (do Fábio Junior) ou outra escolhida.
  6. Se a comunidade tiver condições, pode entregar uma medalha ou santinho de São José, aos pais que estiverem presentes na celebração.

Abaixo você encontram o texto “Ser Pai … uma escolha de vida!”, de autoria de Maria Aparecida de Cicco (gestora do Blog da Catequese); a letra da música “Pai”, de Fábio Junior (cantor); e o poema “Deus é Pai” do Pe. Fábio de Melo. Além da folha da Homenagem já preparada. Esses arquivos estão em PDF, para que vocês possam baixar no próprio computador e imprimir para uso.

CLIQUE AQUI para abrir o texto pronto para a Homenagem aos Pais

CLIQUE AQUI para abrir o artigo “Pai … uma escolha de vida!”

CLIQUE AQUI para abrir o arquivo do poema “Deus é Pai”

CLIQUE AQUI para abrir o texto da música “Pai”


Vida insegura

Posted by: | Posted on: agosto 8, 2017

Estamos vivenciando, no território brasileiro, uma história esfacelada, de insegurança, de medo generalizado de tudo, e ameaçada por intolerância, ganância, relativismo, injustiça e muita insensibilidade das pessoas. Foi justamente aquilo que sentiram os apóstolos de Jesus Cristo quando foram ameaçados pela tempestade em alto mar. Eles se viram totalmente perdidos e inseguros.

O barco agitado pelas águas, no Mar da Galileia, com os apóstolos e Jesus, simboliza a Igreja remando nas instabilidades da sociedade moderna. Ela não perde sua força de ação justamente por ter a presença de Jesus Cristo e a orientação do Espírito Santo. No barco da Igreja estão todos os cristãos, mas ameaçados pelos acontecimentos, que são como tempestade em alto mar. Read More …


ROTEIROS DE ORAÇÃO DIÁRIA PARA 2017

Posted by: | Posted on: agosto 5, 2017

Como fizemos, ao longo de 2016, vamos continuar a compartilhar aqui os excelentes Roteiros de Oração que o Centro Anchietanum produz. Em 2016 muitos catequistas enriqueceram sua espiritualidade com a meditação diária proposta pelos Roteiros de Oração, esperamos que neste ano também possam seguir esses Roteiros e também divulgar essa prática de leitura orante. Como no ano passado, no início de cada mês, em data não fixa pois depende da liberação do Anchietanum, postaremos o itinerário do mês corrente aqui abaixo. Read More …


Vocação Sacerdotal!

Posted by: | Posted on: agosto 3, 2017

Professor Felipe Aquino

Jesus chamou para apóstolos “aqueles que Ele quis”, depois de passar a noite em oração. A Igreja viu nisso o chamado ao sacerdócio e também às outras formas de vida religiosa. É Jesus quem chama o jovem à vida sacerdotal, o que não é fácil. A vida religiosa exige muitas renúncias para ser “todo de Deus”, estar a serviço do Seu Reino para a edificação da Igreja e a salvação das almas.

A palavra “vocação” vem do latim vocare, que quer dizer “chamar”. Deus põe no coração do jovem esse desejo de servi-lo radicalmente, indiviso, full time, em tempo integral, sem divisão. Para discernir esse chamado divino, o jovem precisa, sem dúvida, de um bom orientador espiritual, um padre ou um leigo experiente para ajudá-lo. Penso que alguns sinais indicativos da vocação de um jovem ao sacerdócio ou à vida religiosa sejam esses: Read More …


Celebração do 18º Domingo do Tempo Comum

Posted by: | Posted on: agosto 3, 2017

No 18º Domingo do Tempo Comum, celebramos a transfiguração do Senhor Jesus. Um evento decisivo na fé dos apóstolos que estavam com Ele: Pedro, Tiago e João; e também na nossa fé.

O argumento de Pedro em seu testemunho sobre Jesus não se baseia em fábulas, mas em experiências. A fé da Igreja deve ser alicerçada nesta perspectiva, embora exista uma resistência no meio intelectual de que só a fé será suficiente para que o cristão se mantenha firme em suas convicções religiosas. Mas não é isto o que a história bíblica revela nem a experiência milenar da própria Igreja. Read More …