Celebração do 18º Domingo do Tempo Comum

Posted by: | Posted on: agosto 3, 2017

No 18º Domingo do Tempo Comum, celebramos a transfiguração do Senhor Jesus. Um evento decisivo na fé dos apóstolos que estavam com Ele: Pedro, Tiago e João; e também na nossa fé.

O argumento de Pedro em seu testemunho sobre Jesus não se baseia em fábulas, mas em experiências. A fé da Igreja deve ser alicerçada nesta perspectiva, embora exista uma resistência no meio intelectual de que só a fé será suficiente para que o cristão se mantenha firme em suas convicções religiosas. Mas não é isto o que a história bíblica revela nem a experiência milenar da própria Igreja.

Pedro recorda que no monte Tabor a filiação divina de Jesus foi reafirmada pela voz do Pai. Uma filiação não de adoção como é o nosso caso, mas uma filiação eterna. Nesta filiação se derrama toda a graça e dele recebemos a herança de uma filiação focada na plenitude de Deus feito homem.

Para compreender a manifestação do Senhor, é preciso a mesma proximidade, que leva à experiência, que Pedro vivenciou. E hoje é a intimidade com a Palavra que nos leva a essa experiência. Por esse motivo é tão importante ler e refletir sobre a Palavra, buscando ajuda para torná-la cada dia mais próxima e mais íntima. 

Por isso são tão importantes essas celebrações que Dom Vilsom nos envia semanalmente. Elas nos ajudam a compreender melhor a Palavra e a mensagem de Deus que ela oculta. Aqueles que todas as semanas lêem a reflexão que vem nessas celebrações e meditam com elas, certamente já estão conseguindo essa proximidade, essa intimidade que gera experiência.

CLIQUE AQUI para abrir a Celebração do 18º Domingo do Tempo Comum – ano A – 2017