As diversas linguagens na Catequese

Posted by: | Posted on: dezembro 14, 2010

A catequese não se resume a ministrar conhecimento. Ela é um processo de educação da fé onde o protagonista deve ser o  educando, isto é o catequizando.

Nesse processo, quanto mais linguagens forem usadas para expressar o que é transmitido, maior será a compreensão e a fixação da mensagem. Assim, os catequistas devem buscar diferentes formas  de expressão tanto para transmitir a mensagem, quanto para que os catequizandos possam gravá-la melhor.

Para transmitir uma mensagem, o catequista pode usar a encenação, a contação de história, o teatro de fantoches, as dinâmicas que possibilitam uma visão mais lúdica.

Para ajudar os catequizandos a gravar o que foi transmitido, o catequista deve solicitar que esses se expressem de forma criativa, isto é, por meio de linguagens diferentes. Ex.: por meio de uma poesia; fazendo uma versão de música conhecida; fazendo um desenho ou pintura que seja expressão da mensagem; montando um painel de notícias que expressem o sentido da mensagem; fazendo uma encenação; contando uma história cujo tema esteja ligado à mesma; passando o que entendeu com a mímica.

As linguagens lúdicas ajudam a gravar a mensagem e consequentemente a interpretá-la na vida.