Celebraçoes Festivas

now browsing by category

 
Posted by: | Posted on: Março 23, 2018

Celebração do Domingo de Ramos e da Paixão do Senhor

Com a celebração do Domingo de Ramos e da Paixão do Senhor, iniciamos a Semana Santa em que, com toda a Igreja, celebramos a Páscoa de nosso Senhor. Recordamos  a entrada de Cristo em Jerusalém para realizar a entrega de sua vida, pela morte de cruz, em fidelidade ao projeto do Pai. “Para assumir a missão de Jesus, o discípulo precisa estar tomado pelo espírito de serviço. Nessa perspectiva, se compreendem também outras orientações sobre o discipulado e o serviço ao mundo: ‘Se alguém quer vir após mim, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me! Pois, quem quiser salvar sua vida a perderá; mas quem perder sua vida por causa de mim e do Evangelho, a salvará’ (Mc 8, 35). Essa lógica de serviço coloca a religião como instrumento de construção de uma nova sociedade”. (Texto Base CF. 2015, 137).

CLIQUE AQUI para abrir a Celebração do Domingo de Ramos e da Paixão do Senhor – ano B – 2018

Posted by: | Posted on: dezembro 29, 2017

Celebração da Festa de Santa Maria Mãe de Deus!

Nossa Senhora com o Menino JesusA celebração da Solenidade de Santa Maria, sob o titulo de Mãe de Deus, é a festa mariana mais antiga para o rito romano. Nasceu como celebração da oitava do Natal e a reforma conciliar a preservou, recuperando seu sentido mais genuíno.

A Solenidade nos recorda o dia em que o Menino recebeu o nome, que quer dizer: “Deus salva”. Ao afirmar que o Menino, nascido de Maria, é Deus, a Igreja proclama que Maria é Mãe de Deus.

No “Dia Mundial da Paz”, iniciamos um novo ano. No mundo inteiro, a paz é desejada e suplicada como sinal de benção e da proteção permanente de Deus. É, em nome de Jesus, a plenitude, que invocamos a benção para o novo ano que começa.

A Celebração dessa Solenidade foi enviada por Dom Vilson Dias de Oliveira, DC – Bispo da Diocese de Limeira. Ela traz uma boa catequese para orientar a nossa reflexão nesse dia dedicado a Maria e à Paz Mundial.

CLIQUE AQUI para abrir a Celebração da Festa de Santa Maria – Mãe de Deus – 2018

Posted by: | Posted on: dezembro 23, 2017

CELEBRAÇÕES DO NATAL DO SENHOR!

No Tempo do Natal celebramos o nascimento e a manifestação de Jesus Cristo, luz do mundo, que vem para iluminar as nossas trevas. Na solenidade do Natal, celebramos o nascimento do Filho de Deus no meio de nós, “na humanidade da natureza humana” e na pobreza da gruta de Belém, nos traz o dom de uma vida nova e divina.  Celebrar a Eucaristia neste Tempo do Natal significa entrar em um novo estilo de vida: a vida dos filhos de Deus e participar sacramentalmente do admirável que se realizou na pessoa de Cristo entre a natureza divina e a humana. O povo reunido é sinal de unidade de todos os homens e mulheres na única fé em Cristo Jesus e na vida nova que dele recebem.

Dom Vilson Dias de Oliveira, DC – Bispo da Diocese de Limeira, nos enviou as duas celebrações, a da Vigília e a do Dia de Natal, para que possamos aprofundar a nossa reflexão sobre a maior festa do calendário litúrgico cristão depois da Páscoa do Senhor.

CLIQUE AQUI para abrir a Celebração da Vigília do Natal – Ano B – 2017

CLIQUE AQUI para abrir a Celebração do Natal do Senhor – Ano B – 2017

Posted by: | Posted on: novembro 24, 2017

Celebração da Solenidade de Cristo Rei do Universo!

Estamos no último domingo do Ano Litúrgico. É tempo de parada e de avaliação, tendo diante dos olhos Jesus Cristo, Rei do Universo, o Ressuscitado, e à nossa frente os irmãos pobres e abandonados, lembrados por Jesus no Evangelho. A celebração quer ajudar-nos a descobrir e vivenciar o sentido da presença do Senhor entre nós e na história, voltados para os que têm fome, sede, estão presos, doentes e abandonados. O que fizemos por eles ao longo do ano que termina?

As comunidades nas suas celebrações são convidadas a comemorar a vitória da justiça que aconteceu na ressurreição de Jesus e continua acontecendo nos gestos de misericórdia, bondade, solidariedade, partilha do pão e da prática da justiça.

A reforma litúrgica transferiu esta festa do último Domingo de outubro para o último Domingo do Tempo Comum, dando-lhe novo significado, em sintonia com a perspectiva própria do final do ano, imediatamente antes do Advento.

Esta solenidade encerra o Ano Litúrgico. Jesus Cristo Rei surge como a meta a que tendem o Ano Litúrgico e todo o peregrinar da humanidade, na linha da Constituição Pastoral Gaudium et Spes, n.45.

Proclamamos Cristo, centro e Senhor da história, desde o começo até sua consumação: “O Alfa e o Ômega, o Primeiro e o Último, o Princípio e o Fim” (Ap. 22,12-13). Read More …

Posted by: | Posted on: novembro 1, 2017

Celebração da Solenidade de Todos os Santos

No dia em que nossa Igreja celebra Todos os Santos, a liturgia traz o Evangelho das Bem-aventuranças, não por acaso, mas como caminho de vida cristã.

As bem-aventuranças são, sem dúvida, um dos textos mais conhecidos do Evangelho. De fato, ser discípulos de Jesus significa ser santo como é santo Deus, nosso Pai (Mt 5,48). As oito bem-aventuranças apresentam o ideal cristão, traduzido nas atitudes fundamentais de quem se propõe ser santo seguindo a Jesus. O discípulo deverá depositar sua confiança em ser solidário compartilhando os sofrimentos dos outros; como o Senhor, ter um relacionamento cordial com os demais; desejar ardentemente e saciar a sede de justiça neste mundo; ter um coração íntegro e livre de toda ambiguidade; ser aberto e acolhedor; empenhar-se para que aconteça a paz como consequência da justiça.

A celebração de todos os santos, num, certo sentido, é a festa da santidade anônima. Da santidade entendida, em primeiro lugar, como dom de Deus e resposta fiel da criatura humana. O calendário da Igreja está pontilhado de grandes nomes dos mestres da santidade. Todavia, tornar-se impossível enumerar todos os santos, tidos como sinais da manifestação maravilhosa da ação de Deus.

Celebremos com alegria a vida eterna de todos os santos que, vivendo neste mundo, deram testemunho de amor a Deus e de vida cristã.

A Celebração de Todos os Santos foi enviada por Dom Vilson Dias de Oliveira, DC – Bispo da Diocese de Limeira

CLIQUE AQUI para abrir a Celebração da Solenidade de Todos os Santos – 31º Domingo do Tempo Comum – ano A – 2017

Posted by: | Posted on: outubro 31, 2017

CELEBRAÇÃO DE TODOS OS FIÉIS DEFUNTOS

Neste dia recordamos, de maneira especial, os nossos mortos. Fazemos essa memória no Mistério da Páscoa de Jesus, que venceu definitivamente a morte. Todos os que pelo Batismo, são incorporados a Cristo, com Ele ressuscitarão dentre os mortos à semelhança de sua ressurreição.

É pela certeza da ressurreição que a Igreja se acerca aos fiéis defuntos. Confiamos em Deus e a Deus os nossos entes queridos, na certeza de sua ação divina de transformar suas vidas mortais em vida eterna, participando de sua eternidade e, por isso, de sua divindade, em Cristo Jesus, o vencedor da morte.

A celebração dos fiéis defuntos é uma oportunidade para revermos e reafirmarmos o que professamos no credo: creio na ressurreição dos mortos; para refletirmos se estamos nos preparando para a experiência da “mãe morte”, como chamava São Francisco de Assis; e também, para que possamos rever a nossa vida diante do projeto de Deus e dos valores do Evangelho.

Esta Celebração foi enviada por Dom Vilson Dias de Oliveira, DC – Bispo da Diocese de Limeira

CLIQUE AQUI para abrir a Celebração de Finados – Novembro – 2017

Posted by: | Posted on: agosto 18, 2017

Celebração da Assunção de Nossa Senhora

No dia 15 de agosto, nossa Igreja celebra a Solenidade da Assunção de Nossa Senhora. No Brasil, essa festa é celebrada no domingo seguinte à essa data, neste ano de 2017 será no dia 20 de agosto.

A Assunção de Nossa Senhora, pelos merecimentos de Cristo, vem lembrar-nos que não temos aqui na terra morada permanente, que nosso destino é o céu. É preciso contemplar a eternidade presente no meio de nossa humanidade. Gostamos de contemplar tantas coisas bonitas no mundo, mas a eternidade não pode ficar esquecida por nós. Maria é a Arca da Aliança e ela antecipa com sua assunção a glória a que todos estamos destinados. Contemplemos Maria, que é nossa Mãe e Mãe da Igreja peregrina.

Essa solenidade possui duas celebrações específicas, para a Vigília (sábado após as 16 horas) e para o dia (domingo). Dom Vilson Dias de Oliveira, DC – Bispo da Diocese de Limeira, nos enviou as duas celebrações, que vocês encontram aqui, em PDF:

CLIQUE AQUI para abrir o arquivo da Missa da Vigília da solenidade da Assunção de Nossa Senhora – 2017

CLIQUE AQUI para abrir o arquivo da Missa do Dia da Solenidade da Assunção de Nossa Senhora

Posted by: | Posted on: junho 21, 2017

Celebração da Solenidade do Sagrado Coração de Jesus

Sagrado Coração de JesusMais uma vez o aspecto litúrgico desta festa possui uma matriz devocional, onde a Igreja com sua sabedoria e firmeza doutrinal concentra sua atenção na essência teológica.

A divina humanidade de Cristo simbolizada pelo seu Coração misericordioso encontra seu respaldo nas Escrituras. Mas é nas revelações privadas que se encontra um eco mais prático desta teologia, pois é através dela que o povo de Deus mais se identifica.

As revelações de Cristo e por vezes da Virgem Maria centralizam toda atenção ao simbolismo do Coração de Jesus cheio de amor e de misericórdia pela humanidade.

É com Margarida Maria Alacoque (+1690) que a devoção ao Sagrado Coração de Jesus toma dimensões universais, graças à intervenção do seu confessor e impulsionador o jesuíta Cláudio de la Colombiere (+1682). Segundo a história, Jesus apareceu para ela e insistiu em que a Igreja dedicasse ao seu Coração uma festa específica logo após à festa de Corpus Christi.

Para a Igreja a festa do Amor divino, é a continua memória do Deus-Amor evocada nas Escrituras que 8000 vezes assinala o Coração com o sentido de todo do ser humano em sua plenitude.

Dom Vilson Dias de Oliveira, DC – Bispo da Diocese de Limeira, nos enviou a Celebração para essa Solenidade, com uma boa contextualização do surgimento dessa devoção, assim como uma ótima reflexão sobre as leituras dessa data.

CLIQUE AQUI para abrir a Celebração da Solenidade do Sagrado Coração de Jesus – ano A – 2017

Posted by: | Posted on: junho 15, 2017

SOLENIDADE DO SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO

Hoje nos reunimos em nossas comunidades, tendo presente a nossa vocação de peregrinos para a casa do Pai. Caminhamos como povo, como Igreja.

Vivemos tantos conflitos. Presenciamos tanta violência. Sonhamos com a paz. Estamos mergulhados no rio de injustiças e divisões. Sentimos pouca solidariedade. O povo precisa de pão, casa, emprego, saúde. O povo necessita de Deus e de amor.

Na celebração da Solenidade de Corpus Christi, sentimos que o Senhor está presente no meio do seu povo e nos alimenta com sua Palavra e com seu Pão, que é Ele mesmo, para que tenhamos vida, e vida em plenitude.

Que neste Ano Mariano em que lembramos os 300 anos do encontro da Imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, no rio Paraíba do Sul, Maria continue guiando os nossos caminhos rumo ao seu Filho, Jesus Cristo, o Pão vivo descido do céu!

A celebração, enviada por Dom Vilson Dias de Oliveira, DC – Bispo da Diocese de Limeira, é um ótimo subsídio para, além de refletirmos sobre essa celebração da nossa Igreja, aprendermos mais o seu significado na nossa vida e na nossa ação.

CLIQUE AQUI para abrir a Solenidade de CORPUS CHRISTI – ano A – 2017

Posted by: | Posted on: junho 8, 2017

Celebração da Solenidade da Santíssima Trindade

O Evangelho do próximo domingo, nos aponta, por meio do diálogo de Jesus com Nicodemos, um novo caminho de salvação. Pela fé em Jesus, se supõe atitudes de caminho de perfeição e, por isso, de salvação.

O filho de Maria não se coloca nas vestes de juiz, mas sim de salvador como o próprio anjo revela a ela pelo nome do menino, de onde ele veio, a sua filiação divina e a sua missão.

A Eucaristia, celebração da ação de graças, é ao mesmo tempo esta presença real de Cristo no meio da comunidade em festa, não para julgar, mas sim restaurar as forças dos fracos, na medida de sua fé.

A comunidade eucarística é a antecipação da vida trinitária que todos já possuímos na promessa do Batismo, assumida no Crisma e realizada na vida sacramental da Igreja.

Na vida eclesial, com a festa da Santíssima Trindade, se descobre significativos sinais vivenciados na fé e no amor de Deus.

A Celebração que compartilhamos com vocês foi enviada por Dom Vilson Dias de Oliveira, DC – Bispo da Diocese de Limeira

CLIQUE AQUI para abrir o arquivo da Solenidade da Santíssima Trindade – ano A – 2017