HOMENAGEM AOS PAIS!

No próximo domingo vamos comemorar o Dia dos País. E o Blog da Catequese quer homenagear todos os pais que assumem com dignidade e compromisso essa vocação tão importante na obra da construção da humanidade.

E para fazer essa homenagem, vamos contar uma historinha, ou, como disse a pessoa que viveu esse acontecimento e dele nos deu seu testemunho, vamos contar um causo. Se vocês quiserem, podem aproveitar e ler esse causo na Missa de domingo, homenageando os pais.

SER INDISPENSÁVEL!

Um homem possuía uma bela família, vivia com sua esposa, casados há mais de quarenta anos, tinha filhos e filhas já formados, e alguns também já haviam se casado, e tinham os próprios filhos, netinhos queridos desse pai-avô.

Ele era sócio de uma pequena empresa, onde cuidava da administração, e da qual tirava o sustento da família.

Certo dia, ele foi visitar sua irmã que trabalhava como enfermeira na Santa Casa de Misericórdia. Ela, ao vê-lo caminhando, notou algo estranho e imediatamente pediu a um médico que estava de plantão para que o examinasse. Continue lendo

Parabéns Pai!

ser-paiHoje, “Dia dos Pais”, o Blog da Catequese quer homenagear todos os Catequistas e Agentes de Pastoral que são pais de famílias e que mesmo assim encontram espaço em suas vidas, atribuladas pelos compromissos e obrigações necessários para cuidar de seus filhos, para se dedicar ao trabalho de evangelização em suas comunidades.

PAI…

Você que muito me deu ao longo destes anos. Deu-me o milagre da vida… Deu-me o primeiro sorriso, as primeiras palavras, os primeiros gestos de carinho… A segurança do colo, a confiança do olhar, a maciez do toque… Continue lendo

Dia dos Pais

Agosto é o mês vocacional. No segundo domingo celebramos a vocação da família, tendo os pais como destaque. Os nossos sentidos se voltam para Deus como Pai, pedindo a Ele as bênçãos pelas famílias e pelos nossos pais.

Alguém costuma dizer que as comemorações do Dia dos Pais começaram na antiguidade, na Babilônia, já quatro mil anos passados. Conta a história que um jovem chamado Elmesu teria esculpido em argila um cartão, que depois foi entregue a seu pai.

A data de comemoração do Dia dos Pais é recente. Remonta a 1909, por iniciativa de uma norte-americana que queria um dia especial para homenagear seu pai, viúvo e que tinha conseguido criar, sozinho, seus seis filhos. Com isto, o primeiro Dia dos Pais aconteceu em 19 de junho de 1910.

Nas comemorações foi escolhida a rosa como símbolo oficial da festa, sendo a vermelha para homenagear os pais vivos, e a branca para os pais falecidos. Em 1972 proclamou-se, nos Estados Unidos, o terceiro domingo de junho como Dia dos Pais.

No Brasil, o Dia dos Pais começou em 1953. A iniciativa foi feita pelo jornal “O Globo” do Rio de janeiro, incentivando celebração em família, tendo como base sentimentos e costumes cristãos. A data foi fixada no segundo domingo do mês de agosto.

Mais tarde, 1955, a data começou a ser comemorada em São Paulo, por iniciativa do grupo “Emissoras Unidas”, que reunia Folha de São Paulo, TV Record e Rádio Panamericana, com um show no antigo auditório da TV Record para marcar a data. Ali vários pais foram homenageados.

Diante de tais realidades, o Dia dos Pais acabou contagiando todo o Brasil e até hoje é comemorado no segundo domingo de agosto. Isto acontece também em diversos outros países, mas em dias diferentes.

Olhemos para os pais como caminho de realização dos filhos. Cabe a eles uma educação de qualidade para a vida, principalmente com seu testemunho coerente de vida. Parabéns aos pais e que sejam imagem e semelhança de Deus Pai.

Dom Paulo Mendes Peixoto – Arcebispo de Uberaba.