Diálogo do Papa Francisco com os jornalistas, no voo de retorno da peregrinação a Fátima

Trazemos para vocês o diálogo do Papa Francisco com os jornalistas durante o voo de regresso a Roma depois da peregrinação que ele fez ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima, por ocasião do centenário das aparições da Bem-Aventurada Virgem Maria na Cova da Iria, nos dias 12 e 13 de maio de 2017.

Os jornalistas abordaram diversos temas. Entre eles a iminente audiência ao Presidente dos EUA, Donald Trump, o modo como o Vaticano enfrenta o combate à pedofilia na Igreja, e as aparições em Medjugorie, aos quais o Papa Francisco deu grande atenção e respondeu de forma clara, sem deixar dúvidas. Setenta jornalistas estavam presentes.

O texto que postamos aqui é o texto oficial divulgado pelo Vaticano.

CLIQUE AQUI para abrir o artigo do Diálogo do Papa com os jornalista no retorno de Fátima – 13-5-17

Como na Galileia

Ao comentar as escrituras o bispo de Roma quase todos os dias oferece, e certamente não só aos católicos, motivos e temas de reflexão para a vida de hoje. Emblemático é o comentário ao trecho evangélico que cita a profecia de Isaías sobre a «Galileia dos povos», onde segundo a narração do evangelista Mateus teve início a pregação de Jesus. Significativamente numa região de fronteira, que o Papa Francisco descreveu caracterizada pela presença de diversas populações estrangeiras. Uma realidade que o profeta pretende frisar quando fala dos confins daquele «território» – é este o significado do nome Galileia – e o identifica com o «das nações pagãs». Continue lendo

No meio do mal-estar mundial há lugar para a alegria

Artigo escrito por Leonardo Boff, teólogo e filósofo, para o Jornal do Brasil.

No meio do inegável mal-estar mundial, irrompeu, surpreendentemente,  neste ano, uma figura que nos devolveu esperança, alegria e gosto pela beleza: o papa Francisco. Seu primeiro texto oficial leva como título Exortação pontifícia ‘Alegria do Evangelho’. Ele vem perpassado pela alegria, pelas categorias do encontro, da proximidade, da misericórdia, da centralidade dos pobres, da beleza, da “revolução da ternura” e da “mística do viver juntos”. Continue lendo

O papa Francisco vai reformar a Igreja?

Foto de D. Odilo Pedro Scherer - Arcebispo da Arquidiocese de São Paulo. SPMuito se tem falado e escrito sobre a reforma da Igreja promovida pelo papa Francisco. Fala-se até mesmo que ele estaria escrevendo uma “nova Constituição” da Igreja. Como entender a reforma da Igreja promovida pelo Papa?

Reforma e renovação fazem parte da dinâmica da vida da Igreja. Embora dotada de uma missão sobrenatural e de dons divinos, ela é uma realidade humana e, como todas as organizações humanas, também ela precisa renovar-se para acompanhar melhor as circunstâncias históricas e sociais em que está inserida. Continue lendo

O esmoler do Papa Francisco

Artigo do Jornal L’Osservatore Romano de 03 de outubro de 2013

O Papa Francisco foi explícito quando lhe confiou o novo encargo: «Não serás um bispo de secretária, nem te quero ver atrás de mim nas celebrações. Quero-te sempre no meio das pessoas. Tu deverás ser o prolongamento da minha mão para levar uma carícia aos pobres, aos deserdados e aos últimos. Em Buenos Aires com frequência saia para ir ao encontro dos mais pobres. Agora já não posso: é difícil sair do Vaticano. Então tu fá-lo-ás por mim, serás oprolongamento do meu coração que os alcança e lhes leva o sorriso e a misericórdia do Pai celeste». E  a partir daquele dia, desde quando o Pontífice lhe comunicou a decisão de o nomear seu esmoler – decisão  publicada a 3 de Agosto – padre Konrad  Krajewski («padre» é o único título com que gosta de ser chamado) vai a toda a parte  da cidade  e os arredores para levar a solidariedade do bispo de Roma às periferias mais degradadas e desesperadas. Já começou a visitar os hóspedes de alguns lares para a terceira idade. «Enche-me de alegria – diz-nos – saber que agora quando abraço um desses nossos irmãos mais necessitados   lhe transmito todo o calor, o amor e a solidariedade do Papa. E ele, o Papa Francisco, com frequência me pede o balanço.  Quer saber». Continue lendo