Palavra dos Bispos

now browsing by category

 
Posted by: | Posted on: Abril 22, 2018

Mensagem da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil ao Povo de Deus

“O que vimos e ouvimos nós vos anunciamos, para que também vós tenhais comunhão conosco. Ora, a nossa comunhão é com o Pai e com o seu Filho Jesus Cristo (1Jo 1,3)”

Em comunhão com o Papa Francisco, nós, Bispos membros da CNBB, reunidos na 56ª Assembleia Geral, em Aparecida – SP, agradecemos a Deus pelos 65 anos da CNBB, dom de Deus para a Igreja e para a sociedade brasileira. Convidamos os membros de nossas comunidades e todas as pessoas de boa vontade a se associarem à reflexão que fazemos sobre nossa missão e assumirem conosco o compromisso de percorrer este caminho de comunhão e serviço.

Vivemos um tempo de politização e polarizações que geram polêmicas pelas redes sociais e atingem a CNBB. Queremos promover o diálogo respeitoso, que estimule e faça crescer a nossa comunhão na fé, pois, só permanecendo unidos em Cristo podemos experimentar a alegria de ser discípulos missionários. Read More …

Posted by: | Posted on: dezembro 10, 2017

Síntese do Estudo 107 da CNBB – “Cristãos Leigos e Leigas na Igreja e na Sociedade”

Esta síntese, que Dom Paulo Mendes Peixoto nos enviou, é muito importante e ajuda a compreender melhor o contexto no qual surgem as reflexões propostas pelo “Ano do Laicato”.

Apresentação

  • A Igreja é Povo de Deus, realidade fundada num só Senhor, numa só fé e num só Batismo (Ef 4,5).
  • Todos os membros têm uma mesma dignidade e não há desigualdade em Cristo e na Igreja. “Todos vós sois um” (Gl 3,28).
  • O importante para o povo sacerdotal é dar testemunho de Cristo e razão da esperança de vida eterna (I Pd 3,15).
  • A Igreja tem uma variedade de ministérios, carismas e serviços, formando uma diversidade, mas na unidade do Espírito Santo.
  • Por isto ela deve ser consoladora, samaritana, profética, serviçal e maternal.

Introdução

  • Celebrando os 50 anos do Vaticano II, a Igreja vive um “novo Pentecostes”, vendo os leigos como Igreja e não simples fieis.
  • Sua missão passa pelo mundo do individualismo onde deve ser servidora da humanidade, superando o relativismo, o laicismo e a dicotomia entre Igreja e mundo.
  • A Igreja deve ser sujeito eclesial, aggiornada para atender as exigências do mundo moderno, estando sempre em saída.
  • Toda ação da Igreja, para produzir bons frutos, tem que fazer um encontro pessoal com Jesus Cristo. Isto implica conversão e aprendizado.
  • O leigo em saída é a Igreja referenciada pelo Reino e direcionada para o mundo, onde deve se encarnar como fermento na massa, sal da terra e testemunha como luz.
  • É importante o leigo ter a consciência de ser Igreja e não somente de pertencer à Igreja, porque cada batizado é portador da graça e da tarefa de evangelizar.
  • A ação do leigo santifica a Igreja e o próprio mundo. Para isto ele deve superar o clericalismo, o individualismo (fechar-se em si) e o comunitarismo (fechar-se em grupo).
  • Ser sujeito eclesial não é uma realidade pronta, mas um dom que se faz tarefa permanente para toda a Igreja, em sua missão evangelizadora.

Read More …

Posted by: | Posted on: outubro 29, 2016

Lutero, uma perspectiva ecumênica

Este artigo foi publicado pela Rádio Vaticano, em 29/10/2016

"O Espírito de Deus, que iniciou a obra da unidade, a levará também ao seu cumprimento, uma unidade não como a queremos nós, mas como a quer Ele" - EPA

“O Espírito de Deus, que iniciou a obra da unidade, a levará também ao seu cumprimento, uma unidade não como a queremos nós, mas como a quer Ele” – EPA

Em maio, foi lançado na Itália o texto reelaborado e ampliado de uma conferência do Cardeal Walter Kasper sobre Lutero, proferida em 18 de janeiro passado, no início da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, na Humboldt-Universität de Berlim, a convite da Fundação Guardini (Walter Kasper, Martin Lutero. Una prospettiva ecumenica, Brescia, Queriniana, 2016 ≪Giornale di teologia≫ 387, pagine 75, euro 8).

Dedicado à irmã Ingeborg, falecida em 28 de janeiro, e lançado também na Alemanha (Patmos Verlag) e na Espanha (Sal Terrae), o pequeno livro – do qual trazemos a conclusão – é uma síntese inteligente e ecumenicamente relevante.

No prólogo o autor, que de 2001 a 2010 presidiu o Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos, reconhece que “para os católicos, Lutero foi por muito tempo simplesmente um herético, aquele que carrega a culpa da divisão da Igreja ocidental, com todas as suas consequências negativas, até hoje”. Read More …

Posted by: | Posted on: junho 7, 2014

Pentecostes

Rio de Janeiro (RV) – Ao concluir o tempo litúrgico da Páscoa, precedido pela Novena e Vigília de Pentecostes e, aqui no hemisfério sul, pela Semana de Orações pela Unidade dos Cristãos, celebramos a Solenidade da vinda do Espírito Santo. Nossa Arquidiocese vive intensamente estes eventos nessa semana e, com renovado entusiasmo, se coloca à acolhida do Espírito Santo em sua vida e em nossa caminhada. É tempo de abrir a vida, a mente, o coração e acolher o “fogo do amor de Deus” e sair pelo mundo anunciando a grande notícia da Ressurreição de Jesus.

O Papa Francisco, emEspirito Santo sua última missa na Terra Santa celebrou-a no Cenáculo, quando recordou que ali onde Jesus celebrou a última ceia e instituiu a Eucaristia é também o lugar da experiência de pentecostes, de onde saiu a Igreja enviada ao mundo para evangelizar.

Portanto, esta solenidade para nós é um marco do qual vemos o surgimento da Igreja, que é sustentada e animada pelo Dom e pela Força do Espírito Santo. A palavra Pentecostes, do grego pentekosté, é o quinquagésimo dia após a Páscoa. Comemoramos nesta solenidade o envio do Espírito Santo à Igreja. A partir da Ascensão de Cristo, os discípulos e a comunidade não tinham mais a presença física do Mestre. Em cumprimento à promessa de Jesus: “quando vier o Paráclito, que vos enviarei da parte do Pai, o Espírito da Verdade que vem do Pai, ele dará testemunho de mim e vós também dareis testemunho” (Jo 15, 26-27). Dessa maneira, o Espírito Santo foi enviado sobre os Apóstolos e Cristo está presente na Igreja, que é continuadora da Sua missão. Read More …

Posted by: | Posted on: Maio 5, 2014

Assembleia da CNBB

D. Paulo M. PeixotoA Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) realiza sua 52ª Assembleia Geral, de 30/04 a 09/05/2014, na cidade de Aparecida, SP. É um fato histórico na vida da Igreja Católica no Brasil, sendo um verdadeiro caminho de convivência, de comunhão, de fraternidade e de muito trabalho. O tema central continua sendo “Comunidade de Comunidades, uma Nova Paróquia”.

A CNBB é uma das maiores Conferências Episcopais do mundo. As Assembleias Gerais revelam a preocupação da Igreja com a qualidade de vida do povo brasileiro. Por causa disto, os temas tratados são muito pertinentes à integridade da pessoa humana. Não fica centrada apenas em questões religiosas, daquilo que está dentro da Igreja, mas sobre realidades da sociedade brasileira em seu todo. Read More …

Posted by: | Posted on: Maio 4, 2014

Mês de Maio: mês da Maria, mês das mães.

Compartilho com vocês que seguem o Blog da Catequese, o belo texto da Carta que recebi do Santuário de Aparecida, junto com a minha “Revista de Aparecida”. Esse texto foi escrito por D. Raymundo Damasceno Assis, Cardeal Arcebispo de Aparecida, especialmente para aqueles que participam da Campanha dos Devotos do Santuário.

Parte da carta de D. Damasceno aos devotos do Santuário de Aparecida

No dia 13 de maio, celebra-se a festa de Nossa Senhora de Fátima e o mês se encerra com a festa da Visitação de Nossa Senhora à sua prima Isabel. Não é a toa que o saudoso Papa São João Paulo II, na sua Carta às Mulheres, publicada no dia 29 de junho de 1995, afirmou que Maria é a maior de todas as por ser Mãe do Verbo Encarnado, tornando-se exemplo de docilidade e de fidelidade ao amor de Deus. Read More …