Artigos

now browsing by category

 
Posted by: | Posted on: outubro 9, 2017

Jubileu de Nossa Senhora Aparecida

O Jubileu enfim!!! Deus, nosso Pai, Senhor do Tempo e da História, privilegiou-nos ao nos permitir ser a geração dos devotos de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, Rainha e Padroeira do Brasil, que vamos celebrar e testemunhar o seu histórico Jubileu tricentenário, o qual motivou a proclamação do Ano Nacional Mariano, que ora se encerra e durante o qual os devotos da Virgem Aparecida puderam lucrar indulgências plenárias concedidas por nosso querido Papa Francisco, além de prestar inúmeras homenagens a Maria, reavivando sua fé e confiança na Mãe de Deus e aprofundando-se no conhecimento da missão de Maria na vida da Igreja e de sua história de devoção. O presente Jubileu de bênçãos e graças faz memória do encontro milagroso da imagem de Nossa Senhora nas águas do Paraíba. Mas em que implica o termo “encontro”? Acaso a imagem da Senhora estava “perdida” para ser encontrada, isto é, achada? O encontro terá sido meramente ocasional? A significação da palavra “encontro” é muito ampla no âmbito da fé e vai além de um simples achado ou de outros conceitos objetivos, como poderíamos encontrar no verbete de algum dicionário de nossa língua materna. Read More …

Posted by: | Posted on: outubro 6, 2017

TU ÉS PEDRO!

Maria Clara Bingemer *

 Um grupo expressivo de pessoas – 79 signatários – lançaram um documento criticando o pontificado de Francisco. Entre eles há pessoas dos mais diversos perfis: membros de movimentos ultraconservadores como a TFP, pessoas que acham que o Vaticano está acéfalo desde Pio XII, indivíduos que se opõem à posição firme do Vaticano contra a pedofilia. Há, inclusive, um banqueiro italiano que é, ao que parece, o articulador do documento.

Não é a primeira vez – e pelo visto não será a última – que Francisco é criticado por pessoas de dentro e de fora da Igreja. Estão ainda frescas em nossa memória os ataques desfechados pelos quatro cardeais que levantaram dúvidas sobre a legitimidade de suas afirmações. Ou as críticas do cardeal Muller, ex-prefeito da Sagrada Congregação para a doutrina da fé.

Read More …

Posted by: | Posted on: outubro 3, 2017

Iniciação à vida de Cristã: mergulho no “Mistério de Cristo”

Somos convidados a olhar para o mistério cristão como um acontecimento que nos revela o plano divino da Salvação que Deus realiza na história da humanidade. Antes de ser uma doutrina, o “mistério” é um acontecimento oferecido como salvação a todos os seres humanos. Esse mistério de Deus chega à plenitude em Jesus de Nazaré e é anunciado na comunidade dos discípulos, até sua vinda gloriosa.

Absorvemos esse mistério de Deus que chega até Jesus de Nazaré, como o próprio Cristo que se fez sacramento de Deus. Ele é o Proto, o primeiro sacramento de Deus. Sofrendo a morte de cruz e ressuscitando, ele retorna ao Pai e envia seu Espírito para a Igreja nascente, fazendo dela sacramento dele. Assim, a Igreja é a continuação desse Sacramento (por isso ela é visível: para continuar a mesma economia salvífica divina). Ela nos oferece os sacramentos que provêm da vida do Cristo (Batismo, Crisma e Eucaristia) nos fazendo assim, sacramento do próprio Cristo. Read More …

Posted by: | Posted on: setembro 29, 2017

Anjos e Arcanjos na Bíblia e no Catecismo da Igreja Católica

Embora a devoção aos anjos e arcanjos seja histórica e bíblica, e a existência deles seja uma verdade de fé, conforme o Catecismo da Igreja Católica, não há uma catequese apropriada, que dê sentido a ela. Por esse motivo fomos em busca de dados que possam ajudar catequistas a dar a razão dessa devoção e transmiti-la aos catequizandos com seu sentido original.

O que a Bíblia fala sobre Anjos e Arcanjos?

A palavra Anjo vem do grego “angelos” que significa “enviado”, “mensageiro” (Mt 11,10; Lc 7,24; 9,52; 1Cor 11,10 – anjos, aqui, seriam mensageiros de outras comunidades que poderiam escandalizar-se com penteados extravagantes). Neste sentido, Deus pode enviar profetas (Is 14,32) ou sacerdotes (Ml 2,7) como seus mensageiros. No Antigo Testamento, em textos anteriores à monarquia, o anjo é às vezes identificado com a providência divina ou o próprio Deus presente no meio dos homens (Gn 16,7; 22,11-18; 31,11-13; Ex 3,2-5; Jz 2,1-4).

A preocupação com a transcendência divina (Deus, um ser distante e diferente), leva a falar dos anjos como intermediários (Ex 14,19-20; 23,20-23; Nm 22,22-35; Jz 2,1-4; 6,11-24; 13,3-23; Gl 3,19-20). Eles são, portanto, os mediadores da Aliança.

Como se fosse um monarca oriental, cercado de cortesões, Deus passa a ser visto rodeado de anjos (Gn 28,12; 1Rs 22,19-23; Jó 1,6-12; Is 6,2-6; Mt 16,27; Jo 1,51), organizados numa verdadeira hierarquia (Gn 3,24; Is 6,2; Ef 1,21; Cl 1,16; 1Pd 3,22). Read More …

Posted by: | Posted on: setembro 27, 2017

A Bíblia na Catequese

A Bíblia é a primeira fonte da Catequese. Ela deve inspirar todo o processo catequético.

Mas, para trabalhar adequadamente com a Bíblia no processo catequético, o próprio catequista deve se formar para ter uma visão da Bíblia que realmente ajude os catequizandos, tanto crianças, jovens e adultos,  a alimentar sua vida cristã.

A Bíblia é um livro para adultos

A Bíblia é um livro escrito por adultos para adultos. Ela trata as pessoas como adultos. Deixa espaço para refletir e para decidir. Não dá receitas prontas, nem coloca grandes dogmas de fé. A Bíblia leva a descobrir a mão de Deus nos acontecimentos, alerta para a vivência da Aliança e deixa especo para se posicionar diante dela. Na própria Bíblia encontramos correntes diferentes, idéias às vezes opostas, releitura de antigos textos. A Bíblia é diferente de um catecismo que coloca as verdades da fé sem muita possibilidade de discussão ou de opiniões diferentes. Disto vemos também, que devemos ter um certo cuidado ao trabalhar a Bíblia com crianças. Exige uma abordagem própria conforme sua idade, sua experiência da vida etc. (É um assunto que pode ser abordado em outra ocasião)

A Bíblia relata a experiência que o Povo da Bíblia tem de Deus

A Bíblia não é a Palavra de Deus que caiu do céu. Ela brotou da própria vida com suas lutas e sofrimentos, com suas situações e acontecimentos. É aí que o Povo da Bíblia foi descobrindo a mão de Deus, seu Rosto, seus apelos. A Bíblia foi escrita a partir da experiência de Deus que o Povo fazia na sua história, orientado pelos Profetas. Read More …

Posted by: | Posted on: setembro 24, 2017

Discernir como Igreja: Iluminar

Esse é o título do terceiro capítulo do documento da CNBB n. 107, “Iniciação à vida cristã: Itinerário para formar discípulos missionários. No caminhar da nossa reflexão sobre os temas do documento percebemos como está sendo construído um itinerário que nos possibilita o entendimento para a realização da ação evangelizadora da Igreja de hoje, a fim de nos tornarmos sempre mais uma “Igreja casa da Iniciação à Vida Cristã”.

A Exemplo do itinerário apresentado por Jesus em seu encontro com a Samaritana, somos convidados a promover encontros semelhantes com os nossos catecúmenos e catequizandos. É oportunidade de provocar neles a grande alegria da experiência do encontro com o Messias e, com entusiasmo, partilhar com os outros, anunciar que ele já chegou e está presente no meio de nós. Uma forma de expressar a força da Igreja missionária e, ao mesmo tempo, gerar novos missionários. Ao promover uma efetiva “Iniciação à vida Crista”, é possível responder à urgência de se ter uma Igreja em “estado permanente de missão”. Read More …

Posted by: | Posted on: setembro 23, 2017

A Palavra de Deus na Vida da Igreja e do Povo

No último domingo do mês de setembro, a Igreja do Brasil celebra o Dia Nacional da Bíblia. Há 45 anos, no Brasil, o mês da Bíblia tem sido oportunidade para um mergulho mais profundo no conhecimento de um texto da Sagrada Escritura.

Neste ano de 2017, o tema do Mês da Bíblia é: “Para que n’Ele nossos povos tenham Vida”; e o Lema: “Anunciar o Evangelho e doar a própria vida (cf. 1Ts 2,8)”. Na reflexão desse tema, feita durante o mês, foram são dadas pistas para compreender melhor a Primeira Carta de São Paulo aos Tessalonicenses. Read More …

Posted by: | Posted on: setembro 17, 2017

Retornar a Jesus com a prática da Iniciação Cristã

A cada passo dado nos deparamos com novos desafios que nos surpreendem e exigem novas formas de comunicar e expressar uma linguagem de fé que promova comprometimento, com ajuda da comunidade, na educação para iniciação progressiva à vida cristã.

Jesus, ao longo de sua vida missionária, quebrou estruturas para restituir a dignidade dos filhos de Deus. Identificado como o servo sofredor, traz a salvação. Realiza a vontade do Pai de salvar a humanidade como messias que ama. Apresenta-nos o Reino dos céus e a vontade do pai. É o mistério de Deus se revelando no modo específico de ser humano de Jesus. Através dele, Jesus, como sujeito concreto, singular, e por meio de sua corporeidade, Deus quis mostrar-nos a “plenitude da revelação”. E o que é revelado por meio da humanidade de Jesus é o conhecimento do modo de ser de seu Pai. Read More …

Posted by: | Posted on: setembro 11, 2017

Iniciação à vida Cristã: um encontro com Jesus Cristo na comunidade cristã

A reflexão sobre a iniciação à vida cristã ajuda a descobrir caminhos para uma catequese que leve o catequizando a um encontro com Jesus Cristo na comunidade cristã.

A iniciação à vida cristã é um desafio que precisa ser encarado com decisão, com coragem e criatividade, visto que em muitas partes a iniciação cristã tem sido pobre e fragmentada. O documento de Aparecida já nos alerta: “ou educamos na fé, colocando as pessoas realmente em contato com Jesus Cristo e convidando-as para seu seguimento, ou não cumpriremos nossa missão evangelizadora” (DAp, 287).

Nesse sentido não podemos descuidar dos Evangelhos, fazendo deles nossos livros de cabeceira, ou nos limitamos ao que nos ensinam os catecismos, isto é, a cumprir certos ritos e a ouvir algumas homilias acerca de Deus.

 

Read More …