Archives

now browsing by author

 
Posted by: | Posted on: outubro 20, 2017

Celebração do 29º Domingo do Tempo Comum – Dia Mundial das Missões

Nesta celebração do dia Mundial das Missões, vamos refletir sobre a relação de Jesus em seu enfrentamento com as autoridades de seu tempo e prolongada nas pessoas e comunidades que permanecem firmes em sua opção por Deus e pela vida, mesmo enfrentando tentações, dificuldades e até ameaças.

Conduzidos pela mão do Senhor, vamos acolher a Palavra da salvação, que vem a nós com a força do Espírito e nos ensina a devolver a Deus o que lhe pertence.

Somos tentados frequentemente a “comprar deus” com dinheiro ou falsas promessas e dar a César o que é de Deus. O que é de Deus? O que é de César? Não podemos cair na armadilha e trair os princípios e valores do Reino de Deus. Pedimos a graça de estar ao dispor de Deus e servi-Lo de todo o coração.

Pedimos também a sabedoria para nunca perdermos de vista nosso lugar e nossa missão no mundo, e que o Espírito Santo nos faça reconhecer sempre a presença do Reino que, muitas vezes, supera nossa compreensão e vai além daquilo tudo que fazemos.

A Celebração, enviada por Dom Vilson Dias de Oliveira, DC – Bispo da Diocese de Limeira, que você pode acessar no link abaixo, nos ajudará a compreender melhor a Liturgia deste 29º Domingo do Tempo Comum, e a preparar tanto o encontro de Catequese bíblica, quanto a Celebração da Palavra, nas comunidades que não terão a presença de sacerdotes para presidir a Celebração.

CLIQUE AQUI para abrir a Celebração do 29º Domingo do Tempo Comum – ano A – 2017

Posted by: | Posted on: outubro 19, 2017

Dinâmica: Uma história escrita por uma rede de Palavras.

Esta dinâmica pode ser usada nos encontros de Catequese com adolescentes, jovens e adultos.

Objetivo: Compreender e fixar a mensagem de um texto bíblico.

Material necessário: Um texto bíblico que esteja ligado ao tema do encontro de catequese; pequenos pedaços de papel para distribuir aos participantes; uma lousa ou quadro de papel craft para escrever, de forma que todos vejam o que está escrito.

Como realizar a dinâmica:

Leia pausadamente (ou peça a um dos catequizandos para ler) o texto bíblico escolhido. Todos os catequizandos deverão acompanhar a leitura na sua própria Bíblia. Read More …

Posted by: | Posted on: outubro 18, 2017

História da humanidade

Reflexão: Mt 22,15-21

O tema parece bastante abrangente, mas pode ser visto de diversos ângulos e interpretado na ótica de quem o faz. Se for numa visão de fé, dizemos que tudo está nas mãos de Deus e ganha um significado de caminho de salvação do ser humano. Tudo que existe na história foi criado em função da pessoa humana, que também foi criada, mas à imagem e semelhança de seu Criador.

Se Deus é o autor e o criador do tempo e da história, e quer a salvação da humanidade, Ele pode realizar sua vontade até mesmo através de caminhos tortuosos. No campo da moral cristã, o ser humano não pode usar do mal para conquistar o bem. Pior ainda quando explora o bem público, que deveria estar a serviço da coletividade, direcionando-o para práticas egoístas e injustas. Read More …

Posted by: | Posted on: outubro 14, 2017

CELEBRAÇÃO DO 28º DOMINGO DO TEMPO COMUM

Pelo batismo fomos convidados a entrar na “sala da festa”, isto é, na Igreja, para participarmos do banquete da salvação universal. Quando aceitamos o convite de Jesus para participar do seu Reino, precisamos nos afastar de todos os nossos conceitos, e preconceitos e nos deixar guiar pelo Espírito Santo que nos revestirá com a veste da santidade de Deus.

A Celebração do 28º Domingo do Tempo Comum, enviada por Dom Vilson Dias de Oliveira, DC – Bispo da Diocese de Limeira, nos ajuda a refletir e a bem celebrar a nossa Missa, além de ser um bom subsídio para quem irá presidir a Celebração da Palavra neste domingo, dia 15 de outubro de 2017.

CLIQUE AQUI para abrir a Celebração do 28º Domingo do Tempo Comum – ano A – 2017

Posted by: | Posted on: outubro 14, 2017

Alegria da partilha

É mais feliz quem partilha com os necessitados do que quem se enriquece com a exploração e o sacrifício dos outros. Como dizia Santa Tereza de Calcutá: “A pessoa era tão pobre, tão pobre, que só tinha dinheiro”. Era egoísta e não se preocupava com as necessidades das pessoas ao seu redor. Parece que isso caracteriza a cultura capitalista selvagem, que só pensa em riqueza e mais riqueza.

O critério dos países não privilegia a partilha. Ele está centrado no conceito de crescer cada vez mais. O referencial é o mercado internacional e o domínio econômico. Para isso usam de todos os meios, lícitos e ilícitos, passam por cima das próprias leis e exploram a natureza de forma irracional. Creio que precisam crescer menos para que as pessoas sejam mais felizes.

A partilha não é diferente de um banquete, onde deve reinar a alegria, a convivência e a fraternidade. Ali não cabe a participação de quem rejeita o verdadeiro amor e é incapaz de perceber o amor de Deus e suas bênçãos. Parece como aquela pessoa do Evangelho, que foi para a festa sem a roupa adequada, isto é, que não tinha a disposição do coração para seguir os indicadores do momento. Read More …

Posted by: | Posted on: outubro 9, 2017

Saudação Jubilar dos catequistas a Nossa Senhora Aparecida

Senhora Aparecida, vós sois a Mãe terna e compassiva, a grande Catequista de vosso povo. Há trezentos anos nos educais na verdade de Cristo e nos ensinais a amá-lo. Nós, Catequistas do Brasil, viemos, ó Mãe bendita, saudar-vos, pois sois a mais formosa criatura, por Deus escolhida. Sois a Estrela, que nos oferece a luz da vida, que é Jesus. Sois a noite de Belém, pois nos fazeis renascer em cada dia. Sois a nossa inspiração. Fazei-nos trabalhar para que haja pão em todas as mesas, haja paz em cada coração e, nas famílias, jamais termine a esperança.

Obrigada, ó Mãe Aparecida, pelos trezentos anos de história. Naquele dia, as redes dos pescadores foram o vosso trono, pois nelas aparecestes. Em nossos dias, desejais que vosso trono seja o nosso coração, pois nos ofereceis vosso Jesus. Ajudai-nos, ó Mãe, a cumprir nossa missão. Amém! 

Posted by: | Posted on: outubro 9, 2017

Jubileu de Nossa Senhora Aparecida

O Jubileu enfim!!! Deus, nosso Pai, Senhor do Tempo e da História, privilegiou-nos ao nos permitir ser a geração dos devotos de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, Rainha e Padroeira do Brasil, que vamos celebrar e testemunhar o seu histórico Jubileu tricentenário, o qual motivou a proclamação do Ano Nacional Mariano, que ora se encerra e durante o qual os devotos da Virgem Aparecida puderam lucrar indulgências plenárias concedidas por nosso querido Papa Francisco, além de prestar inúmeras homenagens a Maria, reavivando sua fé e confiança na Mãe de Deus e aprofundando-se no conhecimento da missão de Maria na vida da Igreja e de sua história de devoção. O presente Jubileu de bênçãos e graças faz memória do encontro milagroso da imagem de Nossa Senhora nas águas do Paraíba. Mas em que implica o termo “encontro”? Acaso a imagem da Senhora estava “perdida” para ser encontrada, isto é, achada? O encontro terá sido meramente ocasional? A significação da palavra “encontro” é muito ampla no âmbito da fé e vai além de um simples achado ou de outros conceitos objetivos, como poderíamos encontrar no verbete de algum dicionário de nossa língua materna. Read More …

Posted by: | Posted on: outubro 9, 2017

A Vida da Morte

Uma dificuldade que sempre encontramos na vida, mesmo que seja uma vida vivida na fé, é falar sobre a questão da morte.

Este vídeo que foi sugerido pela Revista Online “Catequese Hoje” é bem apropriado.

A morte “ronda” a todos. Faz parte da vida de todos nós. No a morte se encanta com a vida de uma gazela e a acompanha o tempo todo, a ponto da gazela perder o medo dela. E, chega um tempo em que a gazela sem medo, faz um carinho na morte, que enfim a abraça. A morte que a acompanhou em todas as estações da vida, agora não mais a amedronta.

Bela metáfora para lembrar que a morte faz parte da vida, morremos um pouco a cada dia, até o dia em que, enfim, sem medo, a ela nos entregamos num abraço definitivo.

É uma excelente sugestão para usar nos encontros da Catequese que antecedem ou que sucedem o “Dia de Finados”, pois na iniciação à vida cristã, educar para encarar a morte com mais naturalidade e com espírito cristão, de quem crê verdadeiramente na ressurreição.

The Life of Death from Marsha Onderstijn on Vimeo.

Posted by: | Posted on: outubro 6, 2017

Celebração do 27º Domingo do Tempo Comum

Reunidos em comunidade e testemunhando a mesma fé em Jesus Cristo, nosso Salvador, formamos o Povo de Deus, a caminho do nosso destino eterno. E a liturgia deste 27º Domingo do Tempo Comum, ano A, nos mostra como Deus é generoso em oferecer o dom da salvação a todos. E mesmo que uns e outros desprezem e recusem, Ele continua oferecendo a quem possa produzir os frutos esperados. É a imagem da vinha. Como Igreja, nós somos a vinha do Senhor, para que possamos produzir frutos de conversão e de perseverança.

CLIQUE AQUI para abrir a Celebração do 27º Domingo do Tempo Comum – Ano A – 2017