4º Encontro da Novena de Pentecoste

Posted by: | Posted on: maio 16, 2012

(Para ser realizada no dia 21 de Maio – segunda-feira)

Venha a nós o vosso Reino

Acolhida e oração inicial 

(Depois de acolher os participantes da novena, pode-se iniciar com um cântico).

A – Vamos iniciar esta novena invocando a Santíssima Trindade. Que nossos pensamentos sejam como os pensamentos de Deus Pai. Que nossos sentimentos sejam como os sentimentos de Jesus e que o nosso agir seja guiado pelo Espírito Santo:

T – Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!

A – Nesta preparação para a festa de Pentecostes, queremos, em oração, ficar bem unidos com Nosso Senhor Jesus Cristo. Que o Espírito Santo nos dê a conhecer o rosto de Deus, fonte do amor e da bondade.

T – Vinde Espírito Santo! Ensinai-nos a reconhecer a face de Cristo em nossos irmãos e irmãs. Vinde Pai dos pobres, doador dos dons, luz dos corações. Fazei com que nossa oração nos aproxime mais do vosso mistério de amor.

Deus nos convida

A – O terceiro pedido que fazemos na oração do Pai-Nosso é:

T – “Venha a nós o vosso Reino”.

A – Nesta súplica, pedimos que se nos torne presente o Reino de Deus. Pedimos, pois, que aconteça entre nós, aquele Reino ao qual Jesus serviu com tanta dedicação e amor.

T – Somos convidados por Deus a passar pela vida fazendo o bem, do jeito que Jesus nos ensinou.

A – Somos convidados a viver na dinâmica do Reino de Deus que começa neste mundo e se plenifica na eternidade. Um dia queremos ouvir o que Jesus nos prometeu:

T – “Vinde, benditos de meu Pai, tomai posse do Reino que vos está preparado desde a criação do mundo”(Mt 25, 34).

A – Só há um caminho para entrar no Reino prometido por Cristo, o caminho da fidelidade no amor.

T – Dai-nos, Senhor, a graça da perseverança na fé, para que jamais nos afastemos da vossa presença.

A Palavra nos orienta

A – No Reinado de Deus o poder é exercido pelo amor e se traduz em serviço fraterno. Jesus deixou-nos o exemplo.

T – Nossa missão é fazer acontecer entre nós o seu Reino.

Cântico de aclamação ao Evangelho

Proclamação do Evangelho (Lc 22,24-30)

Reflexão

A – Jesus estabelece a diferença entre os valores conhecidos no mundo e os novos valores do Reino de Deus. Para a maioria das pessoas, quem tem poder domina sobre os outros, mas Jesus nos diz:

T – “Entre vós não deve ser assim. Quem quiser ser o maior que seja o servo de todos”.

LI – No seguimento de Jesus Cristo, aprendemos a praticar as bem-aventuranças do Reino. Com Cristo aprendemos a viver o amor e obediência filial ao Pai, a compaixão frente à dor humana, aproximidade aos pobres e aos pequenos.

T – Contemplamos a vida de Cristo para conhecer o que ele fez e para aprender o que nós devemos fazer.

L2 – Damos graças a Deus porque sua palavra nos ensina que, apesar do cansaço que muitas vezes acompanha o nosso trabalho, quando unimos o trabalho e a oração, damos a nossa contribuição para a santificação pessoal e a construção do Reino de Deus.

T – Como Jesus foi fiel à missão que recebeu do Pai, nós também queremos ser fiéis à missão que recebemos no batismo.

L3 – Quem é ganancioso e explorador vai-se distanciando de Deus e encontra a sua própria perdição. Jesus nos deu o exemplo de amor, humildade e santidade.

T – Que nós também sejamos mais humildes, mais fraternos e nais santos.

L4 – Quem descobre a felicidade de servir a Deus na pessoa dos irmãos e irmãs, aprende a ser feliz por amar sem esperar nada em troca.

T – As pessoas podem falhar, mas Deus nunca abandona quem a ele busca servir com alegria.

A – Senhor, que aconteça, entre nós, o vosso Reino. Que o amor supere o ódio, que a paz prevaleça em nossos lares e comunidades, que a vossa presença santifique o nosso mundo.

A partilha nos enriquece

1 – Qual é a principal missão que recebemos em nosso batismo?

2 – O que podemos fazer para que sejam mais visíveis, entre nós, os valores do Reino de Deus?

Cântico

A oração nos fortalece

A – Rezemos para que, guiados pelo Espírito Santo, possamos seguir os passos de Jesus e fazer acontecer, entre nós, o Reinado de Deus.

L1 – Para que o Espírito Santo venha tocar o coração de todas as pessoas de nossa comunidade e que possamos cultivar a presença de Cristo através de uma convivência fraterna e amorosa, rezemos:

T – Dai-nos, Senhor, a graça de pertencer ao vosso Reino de amor.

L2 – Para que, alimentando o amor de Cristo em nossos corações, sejamos mais fraternos e acolhedores em nossas famílias e comunidades, rezemos:

L3 – Para que o nosso agir, tanto na comunidade como no dia-a-dia de nossa vida, revele ao mundo que somos cristãos e buscamos viver e atuar como continuadores da obra redentora de Cristo, rezemos:

L4 – Por todas as pessoas que sofrem em nossa comunidade; os doentes, os desempregados, os casais em dificuldade no relacionamento e as pessoas que ainda não se despertaram para a fé, para que sejam amparadas pela misericórdia de Cristo, rezemos:

(Outras preces da comunidade)

Maria caminha conosco

A – Senhor, vós sois a fonte do verdadeiro amor e a vossa maneira de exercer o poder é amando a todos nós. Dai-nos, pela presença do Espírito Santo, a graça de promover e defender a vida de nossos irmãos, tornando presente o vosso reinado de amor e serviço fraterno. Rezemos:

T – Pai nosso que estais nos céus…

A – A exemplo de Maria, Mãe de Cristo e nossa Mãe, precisamos acreditar que o Espírito Santo age em todos osseguidores de Jesus, em todos os que o buscam com sinceridade de coração.

T – Vinde, Espírito Santo, fazei nosso coração semelhante ao coração de Maria.

L1 – Para que o Reino de Deus aconteça entre nós, precisamos ter o coração aberto para acolher o amor do mesmo jeito que Maria acolheu Cristo em sua vida.

T – Ensinai-nos, ó Maria, a viver e crescer com Cristo, em família e em comunidade.

A – Devemos manifestar nossa fé através de gestos concretos para que aconteça a união entre os cristãos. Maria nos ensina que não podemos limitar o Dom de Deus como um privilégio pessoal, pois o Espírito Santo age para promover a unidade em Cristo.

T – “Fomos batizados num só Espírito para formarmos um só corpo”. 

Oração final

A – Nós vos agradecemos, Senhor nosso Deus, porque em vossa infinita bondade nos dais a graça de viver tão perto de vosso coração.

T – Ficai conosco, Senhor, pois longe de vós, nada poderemos fazer.

A – Queremos ser como Jesus, reparador dos estragos provocados pelos pecados.

T – Queremos ser sol e chuva para todos, sem perguntar se merecem, mas unicamente se precisam.

A – Fazei com que nosso coração seja um novo Sacrário, morada de Nosso Senhor Jesus Cristo, e que nosso corpo seja um templo do Espírito Santo.

T – Guardai-nos de todo o mal, Senhor, e acompanhai nossos passos pelos caminhos que nos levam à feliz eternidade.

Ave Maria…, Glória ao Pai...

(Confirmar sempre o local e o horário da próxima novena).





Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *