2º Encontro da Novena de Pentecoste

Posted by: | Posted on: maio 15, 2012

(Para o dia 19 de Maio – Sábado)

Pai nosso que estais nos céus

Acolhida e oração inicial

(Depois de acolher os participantes da novena, pode-se iniciar com um cântico).

A – Vamos iniciar esta novena invocando a Santíssima Trindade. Que nossos pensamentos sejam como os pensamentos de Deus Pai. Que nossos sentimentos sejam como os sentimentos de Jesus e que o nosso agir seja guiado pelo Espírito Santo:

T – Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!

A – Nesta preparação para a festa de Pentecostes, queremos, em oração, ficar bem unidos com Nosso Senhor Jesus Cristo. Que o Espírito Santo nos dê a conhecer o rosto de Deus, fonte do amor e da bondade.

T – Vinde, Espírito Santo! Ensinai-nos a reconhecer a face de Cristo em nossos irmãos e irmãs. Vinde, Pai dos pobres, doador dos dons, luz dos corações. Fazei com que nossa oração nos aproxime mais do vosso  mistério de amor.

Deus nos convida

A – Nesses dias da Novena, vamos rezar e refletir sobre os pedidos que Jesus nos ensina a fazer ao Pai, na oração do Pai-Nosso. São sete pedidos. O número sete significa totalidade, portanto, Jesus nos ensina a pedir tudo o que necessitamos.

T – Cada pedido que fazemos a Deus, desperta em nós o compromisso de canalizar nossa forças para fazer acontecer, entre nós, o que pedimos em oração.

A – Começamos a oração fazendo uma saudação e demonstrando uma atitude de fé:

T – Pai nosso que estais nos céus.

A – A palavra céus, no plural, indica todos os lugares. Portanto, proclamamos que Deus é Pai de todos nós e que ele está em todos os lugares.

T – Ensinai-nos, Senhor, a reconhecer a vossa presença em cada pessoa e em toda a natureza criada.

A Palavra nos orienta

A – O Salmo que vamos meditar hoje nos mostra que Deus se faz presente em todas as coisas por ele criadas. E o ponto alto da criação é a pessoa humana, criada à sua imagem e semelhança.

T – Senhor, ajudai-nos a reconhecer a vossa presença e caminhar sob a vossa proteção.

Cântico de invocação ao Espírito Santo

Leitura Bíblica (Salmo 139)

Reflexão

A – Todas as coisas criadas, o céu e a terra proclamam a glória de Deus. E coroando a criação está o ser humano, criado à imagem e semelhança do Criador.

T – “Senhor, se subo aos céus ou se me prostro nos abismos eu te encontro lá”.

LI – Só Deus pode conhecer todo o nosso ser. Só ele pode penetrar e conhecer os nossos pensamentos. Por isso, o Salmista suplica:

T – “Vede se estou no mau caminho e guiai-me pelo caminho da eternidade”.

L2 – Jesus, ao ensinar os discípulos a rezar, ensina também a conhecer a Deus como Pai e a proclamar que somos seus filhos e filhas.

T – Ao dizer Pai nosso, queremos lembrar que somos todos irmãos.

L3 – Que Deus nos dê um coração aberto para acolher nossos semelhantes como nossos irmãos; aqueles que trabalham ao meu lado, aqueles que nos incomodam no trânsito, aqueles que vêm ao nosso encontro só para pedir, aqueles que estão marginalizados pelas ruas.

T – Ensinai-nos, Senhor, a reconhecer a pessoa humana como o bem mais precioso de toda a criação.

L4 – E o Espírito Santo presente em nós que nos orienta para viver como filhos e filhas de Deus. Por isso, podemos dizer que é este mesmo Espírito que nos faz todos irmãos e irmãs.

T – Vinde, Espírito Santo, fazer de nós filhos amados de Deus- Pai e irmãos solidários uns dos outros.

A – Ajudai-nos, Senhor, a lembrar sempre que estás presente em todos os lugares; em todos os momentos de nossa vida, em todas as situações, olhando a cada um de nós com um amor infinito.

A partilha nos enriquece

1 – De que maneira nós percebemos a presença de Deus no mundo?

2 – Temos facilidade para sentir a presença de Deus nas coisas bonitas do mundo. Mas, como interpretamos a presença de Deus nas pessoas que sofrem?

Cântico

A oração nos fortalece

– Unidos como família de Deus, rezemos ao Pai para que possamos sentir pulsar o amor de Cristo em nossos corações. Confiantes no poder do Espírito Santo que conduz nossa vida, apresentemos as nossas preces.

L1 – Para que tenhamos ouvidos atentos e coração aberto para acolher a Palavra de Deus que pode transformar nossa vida, rezemos:

T – Senhor, transformai-nos, por vosso Espírito Santo!

L2 – Por todas as pessoas que vivem longe da Igreja, para que sejam atraídas pelo amor de Cristo revelado na comunidade, rezemos:

L3 – Por todas as pessoas que foram batizadas, para que busquem, através dos sacramentos, a renovação da graça de Deus em suas vidas, rezemos:

L4 – Por todas as pessoas que ainda não crêem em Jesus Cristo, para que o Espírito Santo toque os seus corações, despertando para a vivência da fraternidade humana, rezemos:

(Outras preces da comunidade)

A – Os dois mandamentos mais importantes da Lei de Deus são:

Amar a Deus e amar ao próximo. Pela oração fortalecemos nossa união com Deus e lhe prestamos culto, pelo serviço fraterno nós revelamos ao mundo que realmente somos de Deus e seguimos os mandamentos de Cristo. Renovando a comunhão com Deus e com os irmãos, rezemos:

T – Pai nosso que estais nos céus…

Maria caminha conosco

A – Maria está inserida na história da salvação como Mãe de Cristo e Mãe da Igreja. Através de Maria contemplamos a melhor maneira de viver como filhos e filhas de Deus.

T – Ser cristão é viver essa aliança de amor que une o céu e a terra.

LI – Em Maria de Nazaré se unem o testemunho das mulheres do Antigo Testamento e a esperança cristã daqueles que, crendo em Jesus, se colocam ao lado do povo no caminho da fé.

T – Quem, a exemplo de Maria, acolhe Cristo, busca viver o amor e promover a fraternidade.

L2 – A missão profética proclamada no Magnificat pela força do Espírito Santo atinge o seu ponto alto e se unifica em Jesus que se doa no calvário para ressuscitar no terceiro dia.

T – “Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida pelos seus amigos”.

A – A misericórdia divina anunciada por Maria atualiza na história a palavra dos profetas enquanto proclama a ação misericordiosa de Deus. Essa ação de Deus se faz presente na pessoa de Jesus e se prolonga através dos seus seguidores, na vivência do amor, da justiça, do direito, da paz, da segurança; gerando abundância de bens e a alegria da liberdade.

T – Dai-nos, ó Mãe querida, a graça de revelar a presença de Deus em todos os lugares, em todos os momentos.

Oração final

A – Nós vos agradecemos, Senhor nosso Deus, porque em vossa infinita bondade nos dais a graça de viver tão perto de vosso coração.

TFicai conosco, Senhor, pois longe de vós, nada poderemos fazer.

A – Queremos ser como Jesus, reparador dos estragos provocados pelos pecados.

TQueremos ser sol e chuva para todos, sem perguntar se merecem, mas unicamente se precisam.

A – Fazei com que nosso coração seja um novo Sacrário, morada deNosso Senhor Jesus Cristo, e que nosso corpo seja um templo do Espírito Santo.

T Guardai-nos de todo o mal, Senhor, e acompanhai nossos passos pelos caminhos que nos levam à feliz eternidade.

Ave Maria…, Glória ao Pai…

(Confirmar sempre o local e o horário da próxima novena).





Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *