ROTEIROS DE ORAÇÃO DIÁRIA PARA 2017

Featured

roteiro-orar-maioComo fizemos, ao longo de 2016, vamos continuar a compartilhar aqui os excelentes Roteiros de Oração que o Centro Anchietanum produz. Em 2016 muitos catequistas enriqueceram sua espiritualidade com a meditação diária proposta pelos Roteiros de Oração, esperamos que neste ano também possam seguir esses Roteiros e também divulgar essa prática de leitura orante. Como no ano passado, no início de cada mês, em data não fixa pois depende da liberação do Anchietanum, postaremos o itinerário do mês corrente aqui abaixo. Continue lendo

“Comunicar esperança e confiança no nosso tempo” – Mensagem do Papa Francisco para o “Dia da Comunicação Social”

No domingo em que celebramos a Ascensão de Jesus, a nossa Igreja celebra também o “Dia Mundial das Comunicações Sociais”. Neste ano de 2017, celebraremos o 51º Dia Mundial das Comunicações Sociais no dia 28 de maio. Por tradição, o Papa Francisco divulga sua mensagem para esta data no dia de São Francisco de Sales, patrono dos escritores e jornalistas, comemorado em 24 de janeiro.

O tema da mensagem deste ano é: “Comunicar esperança e confiança no nosso tempo”. Com esse tema o Papa Francisco propõe um estilo “aberto e criativo” para comunicar esperança.

No comunicado, o papa encoraja a todos que trabalham neste campo para que comuniquem de modo construtivo, isto é, rejeitando preconceitos e promovendo uma cultura do encontro.

Veja na íntegra a Mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial das Comunicações Sociais:

CLIQUE AQUI para abrir a Mensagem do Papa Francisco para o Dia das Comunicações Sociais – 2017

 

Comunicação social

Na Festa da Ascensão do Senhor, a Igreja procura valorizar a comunicação social no sentido de elevar os relacionamentos entre as pessoas. A volta de Jesus Cristo ao Pai dá dimensão de eternidade para a convivência comunitária. A presença do Espírito Santo, nas pessoas de fé, eleva o nível de responsabilidade nas tratativas com seus pares, com os diferentes e com o mundo das coisas criadas.

A presença de Jesus Cristo no mundo fez realizar a comunicação da Palavra de Deus. “No princípio era a Palavra, e a Palavra estava junto de Deus, e a Palavra era Deus” (Jo 1,1). Essa Palavra continua sendo transmitida por vários meios, porque a missão de Cristo não terminou com sua volta ao Pai. Ele disse aos apóstolos: “Ide fazer discípulos pelo mundo todo” (Mt 20,19). Continue lendo

Celebração do 6º Domingo da Páscoa

A liturgia do 6º Domingo da Páscoa nos coloca em clima de Pentecostes. Jesus, em seu discurso de despedida dirigido aos discípulos, lhes promete o Espírito Santo, que irá conduzi-los e fortalecê-los na missão de anunciar o Evangelho a todos.

A partir desse domingo, ao mesmo tempo que invocamos a vinda do Espírito Prometido, somos chamados a crer na sua presença que age no mundo como dom permanente do Ressuscitado. O Espírito do Ressuscitado ilumina os que aderem a Cristo e dão continuidade à sua missão.

A comunidade reunida é sinal sacramental da presença de Cristo. Testemunhamos sua presença na unidade – um só corpo, reunido em seu amor. Este amor faz passar da morte à vida.

Que a vivência do amor seja nossa marca registrada – “vede como eles se amam”. Chamados a fazer a diferença, numa sociedade de ódio e violência, o Senhor nos conceda a graça de provocar a admiração pela profundidade de nosso testemunho cristão.

Dom Vilson Dias de Oliveira, DC – Bispo da Diocese de Limeira, nos enviou a Celebração de apoio para aqueles que irão presidir as Celebrações da Palavra, e também para a reflexão de catequistas, uma boa preparação para os encontros de Catequese que têm por base o Evangelho dominical.

CLIQUE AQUI para abrir a Celebração do 6º Domingo da Páscoa – ano A – 2017

Sopro da Sabedoria

Continuando no clima da Páscoa, indo na direção da Festa de Pentecostes, as pessoas se preparam para reviver o momento em que a Comunidade Primitiva recebeu o sopro do Espírito Santo, sopro da Sabedoria divina. Conforme a Palavra bíblica, voltando à casa do Pai, Jesus realiza o que havia prometido, pois Ele envia “o Defensor, o Espírito Santo” (Jo 14,26) sobre os apóstolos reunidos no Cenáculo.

Esse “sopro” do Espírito fez com que a Igreja se expandisse pelas regiões da Palestina, chegando até nossos tempos e por todas as regiões do mundo. É o Espírito da unidade, mesmo sabendo que a sociedade é constituída pela rica diversidade de muitos dons, de carismas, ministérios e serviços. Viver a dimensão do Espírito Santo é ter abertura para construir comunidades fraternas e solidárias. Continue lendo

Diálogo do Papa Francisco com os jornalistas, no voo de retorno da peregrinação a Fátima

Trazemos para vocês o diálogo do Papa Francisco com os jornalistas durante o voo de regresso a Roma depois da peregrinação que ele fez ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima, por ocasião do centenário das aparições da Bem-Aventurada Virgem Maria na Cova da Iria, nos dias 12 e 13 de maio de 2017.

Os jornalistas abordaram diversos temas. Entre eles a iminente audiência ao Presidente dos EUA, Donald Trump, o modo como o Vaticano enfrenta o combate à pedofilia na Igreja, e as aparições em Medjugorie, aos quais o Papa Francisco deu grande atenção e respondeu de forma clara, sem deixar dúvidas. Setenta jornalistas estavam presentes.

O texto que postamos aqui é o texto oficial divulgado pelo Vaticano.

CLIQUE AQUI para abrir o artigo do Diálogo do Papa com os jornalista no retorno de Fátima – 13-5-17

FALTA SILÊNCIO EM MUITAS MISSAS.

Autor: Pe Zezinho, scj

O Cardeal Robert Sarah, Prefeito da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, pronunciou uma conferência intitulada “A força do silêncio na liturgia” no teatro Garnelo, em Córdoba, na Espanha.

Merece reflexão porque esta tem sido a triste realidade das missas tidas como atuais ou modernas, como se refletir e pausar para interiorizar fosse algo ultrapassado.

Conheci e conheço celebrantes, comentaristas, músicos e cantores que emendam orações, textos, comentários e canções como se estivessem numa fábrica como o filme Tempos Modernos de Charles Chaplin. A ânsia de terminar não dá tempo para pausar e fazer nem dez segundos de silêncio. Continue lendo

Celebração do 5º Domingo da Páscoa

jesus (2)No 5º Domingo da Páscoa, celebramos a manifestação de Jesus Ressuscitado como caminho, verdade e vida, pelo qual chegaremos ao Pai.

Perante às inseguranças do seguimento e das incertezas da estrada, ele nos alenta em nossa caminhada com sua presença confortadora. Jesus deixa claro que é caminho para o Pai.

Caminhar implica conhecer para onde se deseja chegar. O cansaço não advém tanto do fazer caminho, mas do fato de não se saber aonde chegar.

Como Igreja que caminha na estrada de Jesus rumo ao Pai, empenhemo-nos no compromisso batismal.

Que a melhor homenagem que tributamos às nossas mães, no 2º domingo de maio, seja o louvor e a ação de graças que, na alegria familiar elevamos a Deus, fonte de todas as bênçãos do céu.

A Celebração do 5º Domingo da Páscoa, enviada por D. Vilson Dias de Oliveira, DC – Bispo da Diocese de Limeira, poderá ajudar a quem irá presidir Celebrações da Palavra no próximo domingo, além de ajudar na reflexão das leituras dominicais.

CLIQUE AQUI para abrir a Celebração do 5º Domingo da Páscoa – ano A – 2017

Comunidade de fé

A fé em Jesus Cristo é um dom que vem de Deus. Ela consegue aglutinar as pessoas para a realização de determinadas tarefas comuns. Entendemos que Deus age na vida da comunidade e de cada pessoa, individualmente. Foi o que aconteceu nos primeiros tempos da Igreja, com a motivação “provocada” pela certeza, que os cristãos passaram a ter, na comprovação da ressurreição de Jesus.

 Hoje falamos de “comunidade de comunidades”, a base de formação de uma nova paróquia. Com a evolução dos tempos e a motivação forte do individualismo, as comunidades cristãs ficaram enfraquecidas e perderam muito de sua identidade. O espírito de fraternidade caiu em decadência, a ponto de valorizar a frase “um para si e Deus para todos”. Com isto, todos perdem.

Mesmo na diversidade da cultura moderna, a fé continua sendo um forte ponto de convergência para favorecer a formação de comunidades vivas e atuantes. Temos, sim, comunidades onde acontecem partilhas, principalmente com determinadas campanhas, porque o povo é muito solidário, mas sem o contexto bonito da realidade de fé e da prática cristã, que une por causa de Cristo. Continue lendo