Roteiro de Oração Diária

Posted by: | Posted on: julho 1, 2018

Como fizemos em anos anteriores, continuaremos a compartilhar mensalmente os Roteiros de Oração que o Centro Anchietanum produz. Esses roteiros enriquecem nossa espiritualidade com a meditação diária proposta por eles, esperamos que neste ano continuem a seguir esses Roteiros e também a divulgar a prática da leitura orante. No início de cada mês, em data não fixa pois depende da liberação do Anchietanum, postaremos aqui o itinerário do mês corrente.

Em 2018, o Anchietanum traz um novo tema comum para inspirar nossas ações: Ser + consciente. A partir deste tema, somos provocados e provocadas ao seguimento de Jesus, rezando e entendendo a realidade que nos cerca, comprometendo-nos com ela. O Papa Francisco nos recorda que “(…) No íntimo de cada um de nós existe um lugar onde o Mistério se revela e ilumina a pessoa, tornando-a protagonista da sua história: a consciência (…), é este o ‘núcleo secreto’, o sacrário do ser humano, onde ele fica sozinho com Deus, cuja voz ressoa na intimidade.” Diante de uma sociedade desigual, excludente e alienante, somos chamados então a experimentar processos de conscientização que nos permitam olhar criticamente não apenas para o mundo, mas para nós mesmos, nos permitindo habitar esse lugar sagrado da consciência, assumindo a posição de sujeitos humanizados e protagonistas, que desejam e sonham em ser mais para si e para os demais. Neste ano de eleições gerais, no qual a Igreja celebra o Ano do Laicato, fomenta a Campanha da Fraternidade dedicada a superação e enfrentamento da violência, em que contaremos com o Sínodo “Juventude, fé e discernimento vocacional”, o convite é para uma fé encarnada e ativa, que é prescindida pela conscientização com relação a nós mesmos, o mundo que nos cerca e a nossa relação com Deus e com toda a sua criação.

CLIQUE AQUI para abrir o Roteiro de Oração – ed. 112 – julho/2018

CLIQUE AQUI para abrir o Roteiro de Oração _ ed. 111 – junho de 2018

CLIQUE AQUI para abrir o Roteiro de Oração _ ed.110 _ de maio de 2018

CLIQUE AQUI para abrir o Roteiro de Oração – ed 109 – Abril de 2018

CLIQUE AQUI para abrir o Roteiro de Oração – ed 108 – março de 2018

CLIQUE AQUI para abrir o Roteiro de Oração – ed. 107 – fevereiro de 2018

CLIQUE AQUI para abrir o Roteiro de Oração – ed 106 – janeiro de 2018


Ano do Laicato: “Cristãos leigos e leigas, sujeitos na ‘Igreja em saída’, a serviço do Reino”

Posted by: | Posted on: novembro 24, 2017

O “Ano do Laicato” tem seu início no último domingo do ano litúrgico, dia 26/11, data em que se comemora a Festa de Cristo Rei. A Igreja do Brasil fará a abertura, em todo território nacional, do Ano Nacional do Laicato, que se estenderá até dia 25 de novembro de 1918.

O arcebispo de Brasília e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), cardeal Sergio da Rocha, saúda a realização deste ano como uma oportunidade de valorizar ainda mais a presença e a missão dos cristãos leigos e leigas na Igreja e na Sociedade. “Nós temos a alegria de começar no Brasil o Ano do Laicato, aprovado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, contando de modo especial com a Comissão Episcopal Pastoral para o Laicato”, disse.

De acordo com o cardeal, toda Igreja no Brasil é convidada a vivenciar intensamente o Ano do Laicato por meio de orações, celebrações e reflexões, mas sobretudo incentivando e apoiando uma participação sempre maior dos cristãos leigos e leigas na vida da Igreja e da sociedade para que sejam de fato sal da terra e luz do mundo numa Igreja em saída.

O tema escolhido para animar a mística do Ano do Laicato é: “Cristãos leigos e leigas, sujeitos na ‘Igreja em saída’, a serviço do Reino”; e o lema “Sal da Terra e Luz do Mundo”, Mt 5,13-14. Segundo o Bispo de Caçador (SC), Dom Severino Clasen, presidente da Comissão Episcopal Especial para o Ano do Laicato, já era desejo da comissão dar novo impulso, incentivo e estímulo a temática. Read More …


Celebração do 16º Domingo do Tempo Comum

Posted by: | Posted on: julho 20, 2018

<<A Urgência da Missão>>

Neste domingo acompanhamos Jesus que escuta a experiência dos apóstolos, após a missão realizada por eles. O mestre se revela próximo e íntimo de seus discípulos, convidando-os para se retirarem a um lugar deserto e afastado. Embora Jesus tenha se retirado, a multidão sedenta vai a seu encontro.

Ele o Pastor que veio para dar vida e, cheio de compaixão, dá atenção a todos e os ensina. Seremos alimentados com a presença de Jesus, o Bom Pastor, que nos ama e restaura nossas forças.

Como Bom Pastor, Ele nos reúne, se compadece de nossos sofrimentos, guia-nos, fortalece-nos e defende nossa vida.

Celebração enviada por Dom Vilson Dias de Oliveira, DC – Diocese de Limeira:

CLIQUE AQUI para abrir a Celebração do 16º Domingo do Tempo Comum – ano B – 2018


Celebração do 15º Domingo do Tempo Comum

Posted by: | Posted on: julho 11, 2018

Continuando nossa trajetória no caminho de Jesus, escutamos sua Palavra de vida e salvação que hoje chama os Dozes e os envia dois a dois. Os apóstolos são chamados a viver em comunhão com Jesus, anunciar a Boa-Nova da salvação e expulsar os demônios – forças do mal. Após ter escutado o ensinamento de Jesus e testemunhando os sinais de salvação realizados por Ele, os discípulos assumem a total identificação apostólica.

A Celebração do 15º Domingo do Tempo Comum foi enviada por Dom Vilson Dias de Oliveira, DC – Bispo da Diocese de Limeira.

CLIQUE AQUI para abrir a Celebração do 15º Domingo do Tempo Comum – ano B – 2018


Celebração do 14º Domingo do Tempo Comum

Posted by: | Posted on: julho 7, 2018

Neste domingo, Marcos nos fala da rejeição dos contemporâneos de Jesus, que o enxergam somente com olhos humanos. Somos convidados a renovar nossa fé e adesão a Ele, o Filho de Deus, encarnado na história humana, em que, somos convidados a passar da morte para a vida, a realizar a vontade do Pai e a fazer memória da páscoa do Senhor, que experimentou a rejeição do seu povo em sua terra natal, e ainda continua rejeitado em tantas pessoas marginalizadas e excluídas da vida social, mesmo em nossas comunidades.

CLIQUE AQUI para abrir a Celebração do 14º Domingo do Tempo Comum – ano B – 2018


Celebração da Solenidade de São Pedro e São Paulo

Posted by: | Posted on: junho 28, 2018

Os Apostolo Pedro e Paulo tem a última responsabilidade do serviço pastoral. Pedro, sendo aquele que responde “pelos doze”, administra ou governa as responsabilidades da evangelização. Pedro recebe, ainda, o poder de ligar e de desligar, o poder de decisão, de obrigar ou de deixar livre. Não se trata de um poder ilimitado, mas da responsabilidade pastoral, que concerne à orientação dos fiéis para a vida em Deus, no caminho de Cristo.

Dois perfis totalmente diferentes, duas missões específicas na vida da Igreja. Como se sabe, a Igreja vive sob o sopro do Espírito. Ele age em quem quer, como quer, onde quer e quando quer, assim, a solenidade dos santos apóstolos Pedro e Paulo tem muito a nos ensinar. A escolha de Cristo por estes dois apóstolos é intrigante.

Sob a fragilidade de Pedro, por vezes indócil, violento e teimoso, Cristo vai alicerçar a sua Igreja. Sob um passado de terror, de perseguições aos cristãos e assassinatos aos mesmos (At 1,13), Cristo reverte a natureza da situação da vida de Paulo, transformando-o de perseguidor em grande servo e apóstolo.

A Igreja no Brasil por motivos pastorais, transfere a solenidade de São Pedro e São Paulo para o domingo seguinte, caso o dia 29 de junho caia em dia de semana. Estes dois personagens históricos são colunas da Igreja e referencias incontestáveis do seguimento de Cristo ressuscitado. São duas faces da adesão e prática da mensagem do Evangelho e, hoje, são venerados como alicerces da Igreja.

CLIQUE AQUI para abrir a Celebração da Solenidade de São Pedro e São Paulo – ano B – 2018


Figuras de destaque

Posted by: | Posted on: junho 26, 2018
Dom Paulo Mendes Peixoto

Muitas pessoas marcam a história porque deixam legados importantes para o futuro. Assim aconteceu com os apóstolos Pedro e Paulo. Cada um participou de momento envolvente no seu tempo, culminando com a definitiva doação de vida. O alvo que ambos perseguiam, e morreram por ele, foi o seguimento de Jesus Cristo num contexto de fé comprometida com a causa do Reino de Deus.

Pedro e Paulo viveram momentos de perseguição, de prisão, de julgamento e de morte. Pedro morre pregado na cruz de cabeça para baixo. Paulo teve o mesmo fim após ser decapitado. Tiveram que enfrentar, com coragem e com determinação, o autoritarismo inconsequente dos Imperadores Romanos e derramaram o sangue por defender a fé e o Evangelho de Jesus Cristo.

A trajetória de vida de Pedro sugere pensar numa pessoa de pulso forte, de solidez nos compromissos que exercia. Certamente era um pescador honesto e transparecia homem de confiança. Por isso, no dizer do Evangelho, Jesus chama-o de pedra, dizendo: “Sobre ti construirei a minha Igreja” (Mt 16,18). Precisamos de homens desse quilate no Brasil para fazê-lo caminhar melhor.

O importante na vida de Pedro, e de Paulo, é a fidelidade à missão assumida. Em nossas escolhas, temos que apontar pessoas que tenham qualidades e virtudes necessárias para fazer o bem e dar sustentação na construção de um Brasil mais promissor. Isso pode acontecer nas próximas eleições, porque teremos que escolher, e escolher bem, quem apresenta qualidades e objetivos claros.

O apóstolo Paulo era homem trabalhador, grande construtor de tendas, porque não queria viver à custa das pessoas. Com isto mostrava a importância do trabalho, porque isso fortalecia a sua missão de evangelizar. Na construção da sociedade há necessidade de pessoas trabalhadoras, que não sejam exploradoras, mas colocam a mão na massa e fazem o país progredir.

Diante da realidade brasileira, das dissonâncias dos últimos tempos, temos muito que fazer. O caminho é longo, mas só trará resultados positivos se a direção for comandada por lideranças comprometidas com o bem comum. Infelizmente assistimos atos de exploração, de desonestidade e desvios públicos. Dessa forma seremos um país que não sai da zona de subdesenvolvido.

[Dom Paulo Mendes Peixoto é Arcebispo de Uberaba]


Solenidade da Natividade de São João Batista

Posted by: | Posted on: junho 21, 2018
Dom Vilson Dias de Oliveira, DC

Na solenidade deste domingo, a Palavra de Deus apresenta-nos a figura profética de João Batista. Escolhido por Deus para ser profeta, ainda antes de nascer, ele é um “dom de Deus” ao seu Povo. Sublinhando a importância de João na história da salvação, a liturgia não deixa, contudo, de mostrar que João não é “a salvação”; ele veio, apenas, dirigir o olhar dos homens para Cristo e preparar o coração dos homens para acolher “a salvação” que estava para chegar.

CLIQUE AQUI para abrir a Celebração da Natividade de São João Batista – ano B – 2018


Entrevista com o Papa Francisco

Posted by: | Posted on: junho 21, 2018

Cidade do Vaticano – O Papa Francisco concedeu uma entrevista ao jornalista Philip Pullella da agência de notícias Reuters. Na entrevista, o Pontífice aborda várias questões e explica que o populismo não é a resposta aos problemas da imigração.

Em que ponto estão as relações de reaproximação com a China?

Papa: “Estamos em um bom ponto, mas as relações com a China seguem por três caminhos diferentes. Antes de tudo o caminho oficial, a delegação chinesa vem a Roma, fazemos reuniões e depois a delegação vaticana vai à China. Há boas relações e conseguimos fazer muitas coisas positivas. Este é o diálogo oficial.

Depois há o segundo diálogo, de todos e com todos. “Sou o primo do ministro fulano que mandou dizer que…” e sempre há uma resposta. “Sim, está bem, vamos em frente”. Existem estes canais abertos periféricos que são, digamos assim, humanos e não queremos interrompê-los. Pode-se ver a boa vontade tanto por parte da Santa Sé quanto por parte do governo chinês. Read More …


4ª Semana Brasileira de Catequese

Posted by: | Posted on: junho 20, 2018

A Comissão Episcopal para Animação Bíblico-Catequética da CNBB realizará de 14 a 18 de novembro de 2018, em Indaiatuba (Itaici-SP), a 4ª Semana Brasileira de Catequese.

Tema: 4ª Semana Brasileira de Catequese a serviço da Iniciação à Vida Cristã.

Lema: “Nós ouvimos e sabemos que Ele é o Salvador do mundo” (Jo 4,42)

Objetivo geral:

  • Compreender a catequese de inspiração catecumenal a serviço da iniciação à vida Cristã, buscando novos caminhos para a transmissão da fé, no contexto atual.

Read More …


Mudar de mentalidade

Posted by: | Posted on: junho 20, 2018
Dom Paulo Mendes Peixoto 

Vivemos um cenário de crise geral no Brasil, que afeta a todas as pessoas. Ela é provocada por falta de confiança, pela corrupção, chegando mesmo a uma podridão. A ideia é levar vantagem em tudo. Ao falar de mudança de mentalidade, qual será a reação do povo diante das próximas eleições? Deixar de votar ou anular o voto, isso não anula uma eleição e favorece os carreiristas.

Para uma pessoa mudar de mentalidade com o objetivo de construir uma sociedade diferente, ela terá que fazer um sério compromisso com a prática da verdade e agir com fidelidade. É o que mais falta no momento, porque não se olha para a realidade com os olhos de Deus. A crítica dos profetas ao sistema reinante de seus tempos era justamente isso, a perda da dimensão divina das coisas. Read More …