ROTEIRO DE ORAÇÃO NA VIDA DIÁRIA – para MAIO de 2016

Featured

O Papa Francisco, falando sobre a leitura da Palavra, nos disse:

“O Evangelho é palavra de vida: não oprime as pessoas, ao contrário liberta… O Evangelho muda o coração, muda a vida, transforma as inclinações ao mal em propósitos de bem. O Evangelho  é capaz de mudar as pessoas!

Recordai-vos sempre de que o Evangelho tem a força de mudar a vida! Não vos esqueçais disto. Ele é a Boa-Nova, que transforma unicamente se nos deixarmos transformar por Ele. Eis porque vos peço sempre que tenhais um contato diário com o Evangelho, que o leiais todos os dias, um trecho, uma passagem, que o mediteis e que o leveis convosco por toda parte … alimentai-vos todos os dias nessa fonte inexaurível de salvação. Não vos esqueçais!” (Papa Francisco)

Para auxiliar na disposição de atender a esse pedido do Papa Francisco, disponibilizaremos a vocês o Roteiro de Oração na vida Diária – todos os meses de 2016 – preparado pela comunidade jesuíta ANCHIETANUM. Continue lendo

CURSO DE FORMAÇÃO: ITINERÁRIO CATEQUÉTICO

Featured

itinerario-catequeticoestudo-cnbb-97Estimados(as) Catequistas, vamos compartilhar com vocês um excelente Curso de Formação para catequistas, que tem por base o ESTUDO DA CNBB nº 97 e o livro da Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética da CNBB “ITINERÁRIO CATEQUÉTICO“.

Este curso foi preparado e disponibilizado em vídeo pela Arquidiocese de Campo Grande em parceria com a Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico Catequética. São nove vídeo-aulas com duração de, aproximadamente, 1 hora cada uma. São aulas bem didáticas, com apresentação de slides em datashow e com assessores capacitados. É um material precioso para todas as comunidades, principalmente aquelas que têm dificuldade de encontrar pessoas para dar uma formação desse gabarito aos catequistas. Continue lendo

Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo

corpus-christiFazendo eco à celebração da Quinta-feira Santa, a solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo recorda a última Ceia do Senhor celebrada com os seus discípulos. Mediante a celebração da Eucaristia ou Ceia do Senhor, as comunidades cristãs conservam viva a memória de Jesus, que doa sua vida por amor até a entrega suprema na cruz.

Celebremos com fé e amor essa Festa.

D. Vilson Dias de Oliveira,DC – Bispo da Diocese de Limeira, SP – nos enviou o arquivo com essa Celebração, que será útil ás comunidades.

CLIQUE AQUI para abrir a Celebração da Solenidade de Corpus Christi – ano C – 2016

A dignidade pessoal

D. PAULO MENDESPalavras bíblicas ditas por um centurião romano dirigidas a Jesus Cristo quando a Ele foi feito um pedido: “Senhor, não sou digno de que entres em minha casa” (Lc 7,6). A dignidade revela a identidade da pessoa. É um tema preocupante, porque a ação tem que coincidir com o estilo de vida das pessoas. Sabemos que em várias situações a prática é outra, diferente do discurso proferido.

Diante das contradições que acontecem no exercício de nossa cidadania, e até nas práticas da vida cristã, podemos ser facilmente tapeados. Isto tem sido muito comum nas escolhas que fazemos em tempo de eleições. Às vezes somos influenciados pelas aparências, pelos discursos e acaba nos dando mal, tendo que sofrer as consequências de administrações incompetentes e tendenciosas. Continue lendo

CELEBRAÇÃO DO 6° DOMINGO DA PÁSCOA

O fato central da celebração deste sexto domingo da Pascoa é a promessa que Jesus faz aos discípulos, de enviar o Espírito Santo para dar continuidade à caminhada do povo de Deus em marcha na história. O Cristo ressuscitado continua caminhando conosco.

No Evangelho, Jesus diz aos discípulos como deverão manter-se em comunhão com Ele e reafirma sua presença e sua assistência através do seu auxiliador, o Espírito Santo. Falar do “Caminho” de Jesus é falar de uma vida gasta em favor dos irmãos, numa doação total e radical, até a morte. Os discípulos são convidados a percorrer, com Jesus, esse mesmo caminho.

Na memória do mistério pascal de Cristo, neste dia 1º de maio, “Dia do Trabalho”, tenhamos presente a páscoa acontecendo no contexto do mundo do trabalho. É a páscoa de Cristo, na páscoa dos trabalhadores. A páscoa dos trabalhadores, na Páscoa de Cristo.

A Celebração que está em arquivo PDF foi enviada por D. Vilson Dias de Oliveira, DC, Bispo da Diocese de Limeira, SP.

CLIQUE AQUI para abrir a Celebração do 6° Domingo da Páscoa – ano C – 2016

Um novo Brasil

Onde vamos parar com tanta corrupção! Ela está por todo lado e as consequências vão se tornando cada vez mais visíveis. As denúncias de projetos superfaturados, de construções malfeitas, de desvios públicos, de pontes que caem matando pessoas, de asfalto sem resistência etc. A população vai perdendo a esperança porque está sendo ludibriada a todo momento e sofrendo com tudo isso.

Dentro desse emaranhado de práticas desonestas e injustas para com o país e toda a sua população, fica até difícil falar de um novo Brasil. Jesus falava da construção de uma nova humanidade, mas que dependia de abertura para a prática da Palavra inspirada, que supõe a produção de frutos de qualidade na comunidade. Isso é impossível acontecer no meio de atos desonestos e egoístas. Continue lendo

Exortação Apostólica Pós-sinodal “AMORIS LAETITIA”

papa-exorta-apostolica“A Alegria do Amor” (Amoris Laetitia) é o título da Exortação Apostólica pós-sinodal que o Papa Francisco assinou em 19 de março passado, Solenidade de São José, e que foi apresentada nesta sexta-feira, 8 de abril, no Vaticano.

A Exortação tem nove capítulos e a oração final à Santa Família. O documento reúne os resultados dos dois Sínodos sobre a família convocados pelo Papa Francisco em 2014 e 2015. imago-esortazione_apostolica_amoris_letitia

“À luz da Palavra”

No primeiro capítulo, o Papa indica a Palavra de Deus como uma “companheira de viagem para as famílias que estão em crise ou imersas em alguma tribulação, mostrando-lhes a meta do caminho”.

“A realidade e os desafios das famílias”

Partindo do terreno bíblico, no segundo capítulo, o Papa insiste no caráter concreto, que estabelece uma diferença substancial entre teorias de interpretação da realidade e ideologias. “Sem escutar a realidade não é possível compreender nem as exigências do presente nem os apelos do Espírito”, aponta. “Jesus propunha um ideal exigente, mas não perdia jamais a proximidade compassiva às pessoas frágeis”. Continue lendo

CELEBRAÇÃO DO TERCEIRO DOMINGO DA PÁSCOA

pesca-milagrosa-postalO Tempo da Páscoa integra o Grande Dia Pascal, o Dia que o Senhor fez para nós. Neste período, a Igreja se deixa encontrar por seu Senhor e busca contemplá-lo e reconhece-lo mediante os mesmos gestos que Ele já realizava enquanto estava na sua companhia. A liturgia celebrada nos dá acesso a estes gestos de maneira que permaneçamos unidos a Jesus corporalmente, assumindo na história humana o posto de sacramento daquele que é Morto-Ressuscitado.

Na celebração da páscoa nesta semana, o Evangelho vai mostrar que os apóstolos fizeram a experiência de Cristo Ressuscitado e que nós cristãos ao celebrarmos o grande período da Páscoa do Senhor, fazemos esta mesma experiência, crescendo na fé e na escuta da Palavra a cada semana.

Jesus convida Pedro a apascentar o seu rebanho, a cuidar de sua Igreja. É uma contínua profissão de fé passada pelos séculos, onde a autoridade do Papa germina no amor que se faz serviço, pois Cristo não está morto, mas vivo e ressuscitado.

Dom Vilson Dias de Oliveira, DC – Bispo da Diocese de Limeira, nos envia a celebração deste Terceiro Domingo da Páscoa. Um excelente subsídio para aprofundarmos a reflexão das leituras desse dia e também de nos prepararmos para a catequese semanal.

CLIQUE AQUI para abrir a CELEBRAÇÃO DO 3º DOMINGO DA PÁSCOA – ano C – 2016

Reino da vida

Enfrentamos situações de morte nas diversas práticas da cultura moderna. Em tempo de Páscoa, a mente humana deveria ser totalmente empenhada na defesa e na construção da vida. Este foi o agir de Jesus Cristo, terminando na cruz para dizer que a morte pode se transformar em vida. É a doação da própria vida, para construir o bem comum, que consegue despertar vida para as pessoas.

 A missão de Jesus Cristo na terra foi de construir o Reino de Deus, reino que tem por objetivo defender a vida na sua dignidade e plenitude. Nas dimensões da sociedade de hoje, ele não pode ser um reino estéril, sem fecundidade, fruto de atitudes irresponsáveis e sem compromisso com o sentido e a dignidade da vida. Tem que ser expressão clara da verdade e da justiça como identidade.

O cristão agora é convocado pela Palavra de Deus para seguir o caminho do Reino, que passa inclusive pela doação de si mesmo e pelo martírio. Mas isto só é possível mesmo quando o amor incondicional pelo outro for colocado em primeiro plano. É preciso criar consciência sobre a riqueza do verdadeiro amor, daquele que leva a pessoa a imitar Jesus Cristo na doação, como os apóstolos. Continue lendo